Mulher é demitida após fazer vídeo íntimo em Instagram da empresa

Ela estava logada no Instagram da empresa, mas não percebeu

Em uma tentativa de apimentar a relação, Lynn Dorsey, de 61 anos, resolveu usar as redes sociais para fazer um vídeo íntimo para o marido. O grande problema é que a mulher não percebeu que, na verdade, estava logada na conta do Instagram da empresa em que trabalhava e acabou fazendo uma transmissão ao vivo no lugar errado.

Lynn era diretora de turismo de uma empresa na Louisiana, nos Estados Unidos e, após o episódio catastrófico, foi demitida. “Foi um erro horrível e sem pretensão”, diz a mulher após a transmissão ao vivo ao jornal americano "Minden Press-Herald".

No olho da rua

Segundo ela, no momento em que resolveu fazer o vídeo, apertou o botão errado e, sem saber que estava na conta corporativa, começou a transmitir o vídeo íntimo . A exibição durou cerca de 30 minutos e o que era para ser algo entre o casal, acabou se tornando público.

A princípio, de acordo com informações do veículo “Cosmopolitan”, Lynn teve de tirar uma licença administrativa, mas, pouco tempo depois, foi colocada no olho da rua. A ex-funcionária entrou com uma ação judicial contra a empresa, pois acredita que a corporação não agiu de acordo com as leis da Louisiana.

A petição também solicita que lhe sejam pagas indenizações, penalidades civis, honorários de advogados, bem como quaisquer outros custos que tenham surgido desde o dia que prestou depoimento.


Fonte: ig