Mulheres são fotografadas sem roupa em exame médico do Exército

Um médico de 40 anos, cujo nome não foi divulgado, foi suspenso

Pelo menos duas mulheres foram secretamente fotografadas durante um exame médico realizado no Colégio Militar de La Nación, na Argentina. As fotos vazaram e rapidamente se espalharam pela internet. As imagens são absurdas. O caso gerou revolta dentro — e fora — da instituição, localizada na cidade Buenos Aires.

Em uma das fotos que rodou as redes sociais argentinas, é possível notar que um sujeito aparece no canto direito. Aparentemente, alguém que trabalha no colégio militar, cuja missão é educar os futuros oficiais do exército do país.

Um médico de 40 anos, cujo nome não foi divulgado, foi suspenso por ser suspeito de ser o autor das imagens. Não se sabe, no entanto, é o mesmo que aparece em uma das fotos.  Uma das vítimas seria uma candidato para trabalhar na área de enfermagem do Exército. Segundo o jornal local El Liberal , ela estava no meio de um exame admissional.

Em comunicado à imprensa, o Exército argentino disse que uma queixa criminal será feita para que os responsáveis pelas fotos proibidas possam ser penalizados.

— O Exército Argentino condena veementemente qualquer conduta que viola o direito à privacidade dos indivíduos e, por isso, trataremos o caso de forma série e com a maior rapidez possível.


Fonte: Com informações do R7
logomarca do portal meionorte..com