Museu deixa visitantes riscarem carro de luxo em exposição

O carro é avaliado em mais de R$ 1 milhão

Em setembro do ano passado, o museu dinamarquês ARoS Aarhus Kunstmuseum, na cidade de Aarhus, convidou seus visitantes a riscar uma Lamborghini Gallardo preto, como parte de uma exibição de arte. Durante três semanas, quem quisesse poderia deixar sua marca na lataria do carro italiano que custa cerca de R$ 1,6 milhão.

Muita gente achou aquilo meio estranho, mas embarcou na ideia depois de ter a certeza de que não seria considerado vandalismo. O museu planejava deixar o veículo nas mãos dos visitantes por um bom tempo, mas a experiência durou três semanas, já que a lataria ficou muito arranhada. Se deixassem mais, era capaz que o carro ficasse inteirinho branco. Além disso, os organizadores da exposição queriam deixar as mensagens escritas na Lamborghini bem visíveis.

Museu deixa visitantes riscarem carro de luxo em exposição
Museu deixa visitantes riscarem carro de luxo em exposição


O carro continua exposto no museu e ficará por lá até setembro quando voltará para seu dono, o artista norueguês DOLK. O dinamarquês Pernille Taagaard Dinesen, curador do museu, afirmou que o projeto, chamado de "Low Key", mostra que todas as nossas ações deixam uma marca na sociedade.

"Por isso, a reação das pessoas ao projeto é tão forte. Porque fizemos em um ícone. Mutilamos o sonho de um garoto", afirmou.

Museu deixa visitantes riscarem carro de luxo em exposição
Museu deixa visitantes riscarem carro de luxo em exposição


Fonte: Com informações da Uol
logomarca do portal meionorte..com