Museu expõe coleção histórica de caixões de 8 a 10 cm de altura

A exposição é no Museu Nacional em Edimburgo, na Escócia

Caso algum dia você tenha a oportunidade de visitar Edimburgo, na Escócia, não deixe de ir ao Museu Nacional. Dentro dele você poderá ver uma exposição histórica maravilhosa do país, bem como uma coleção curiosa de pequenos caixões de 8 a 10 centímetros de altura.

Ao que tudo indica, estes pequenos sarcófagos guardam figuras masculinas minúsculas vestidas com diferentes roupas. O fato é que estes pequenos caixões, que foram encontrados em Arthur’s Seat, o maior pico do Reino Unido, estão envoltos em um mistério. Afinal, o que são estes pequenos “bonecos”? Quem os colocou ali e o que exatamente eles representam? A colina de Arthur’s Seat, além de estar relacionada à lenda do Rei Artur, já foi envolta a inúmeras outras teorias, incluindo a do mistério dos pequenos caixões.

Em 1836, quando crianças brincavam de caçar coelhos em Arthur’s Seat, esbarraram em um vão coberto com pedras. No interior do buraco eles encontraram 17 minúsculos caixões dispostos em três fileiras sobrepostas. Os objetos eram feitos de madeira de pinheiro e possuíam pequenos ornamentos de ferro e linho. No interior deles, um número igual de figuras humanas, completamente vestidas com roupas de algodão e botas pintadas em preto, se encontravam em diferentes estados de conservação.

As crianças obviamente manusearam as peças sem qualquer cuidado, tocando e destruindo parte delas no processo. Alguns dos pequenos caixões conseguiram resistir ao “ataque”, e posteriormente foram levados a um professor da Sociedade Arqueológica da cidade. A partir de então, as peças passaram por várias mãos até que finalmente foram entregues ao Museu Nacional da Escócia.

De fato, o que os caixões ou as pequenas figuras representam ainda é um mistério arqueológico. No entanto, o que não faltam são teorias. Uma primeira sugere se tratar de uma homenagem às fadas, uma vez que o pico Arthur’s Seat é considerado um local “mágico”, e onde o castelo Camelot foi construído.

Outra teoria sugere que o lugar teria servido de enterro simbólico para 17 marinheiros que morreram ao longo dos anos na região e não puderam ser enterrados porque seus corpos estavam para sempre perdidos no mar. Logo, os pequenos representariam às vítimas.

Seguindo esta mesma linha de raciocínio, uma terceira teoria propôs que os bonecos são uma homenagem às 17 vítimas dos assassinos em série Burke e Hare, que agiam em Edimburgo no momento em que os bonecos foram encontrados. Há também quem diga que a história dos bonecos indique apenas um ritual satânico.


O que a ciência tem a dizer sobre os caixões?

Pesquisas realizadas ao longo dos anos mostraram que os caixões e bonecos possivelmente foram talhados por um ou dois carpinteiros e em períodos diferentes, devido ao tipo de material usado e perícia para esculpir as peças. Verificou-se ainda que todas as figuras representam pessoas do sexo masculino, possivelmente soldados de brinquedo feitos por volta de 1780. Os caixões, por outro lado, parecem ter sido feitos em 1830. Essa diferença de tempo foi percebida pelos pesquisadores porque aparentemente os bonecos não foram feitos para serem enterrados, uma vez que foram talhados de olhos abertos e alguns tiveram os braços removidos para conseguirem entrar no pequeno sarcófago.

 Dos 17 caixões originais, apenas oito existem atualmente. Os pesquisadores ainda continuam a estudá-los para que, com a ajuda da tecnologia moderna, possam esclarecer de uma vez por todas este pequeno mistério.

Fonte: jornalciencia
logomarca do portal meionorte..com