Museu 'nojento' tem vinho com pênis e queijo infestado de larvas

Exposição traz comidas exóticas e um tanto quanto inusitadas.

Comida é mais que nutrir o corpo, também é cultura e importante evidência da humanidade. Porém, nem todas estes pratos tradicionais parecem saborosos. E o Disgusting Food Museum é a prova disto. Inaugurada em outubro deste ano na Suécia, a exposição traz comidas curiosas e exóticas que marcam culturas de diversos países em torno do globo.

A ideia é mostrar que comidas sempre fizeram parte de distintas sociedades, ajudam a conectar pessoas e explicam nosso passado, presente e como a percepção do que é "nojento" muda ao longo dos anos.

"A função evolucionário do que é considerado 'nojento' nos ajuda a evitar doenças e alimentos inseguros. O nojo é um das seis emoções humanas fundamentais", diz o site do museu. "Enquanto a emoção é universal, os alimentos que encontramos são nojentos. O que é delicioso para uma pessoa pode ser revoltante para outra."

 (Crédito: Reprodução)
(Crédito: Reprodução)
 (Crédito: Reprodução)
(Crédito: Reprodução)
 (Crédito: Reprodução)
(Crédito: Reprodução)
 (Crédito: Reprodução)
(Crédito: Reprodução)
 (Crédito: Reprodução)
(Crédito: Reprodução)
 (Crédito: Reprodução )
(Crédito: Reprodução )


Fonte: Huffpostbrasil
logomarca do portal meionorte..com