Nossos ancestrais já tinham câncer há milhões de anos atrás

A descoberta foi feita através de avançadas técnicas de raio-X

Você já deve ter visto alguns textos e alertas dizendo que os hábitos modernos, o consumo de alguns produtos industrializados e o uso excessivo de pesticidas são os culpados pelo câncer. Porém, as descobertas que vêm sendo feitas por pesquisadores estão derrubando esta premissa.

Uma equipe de antropólogos da Universidade de Witwatersrand, em Johannesburgo, na África do Sul, anunciou o mais antigo tumor já encontrado até hoje.


A descoberta foi feita no país através de avançadas técnicas de raio X, que possibilitaram a identificação da doença no pé do fóssil encontrado na caverna de Swartkrans.

Antes desse, o câncer mais antigo pertencia a um hominídeo africano da espécie Homo erectus, que possuía um tumor na mandíbula e viveu há pelo menos 1,5 milhão de anos. Entretanto, ainda existiam dúvidas neste caso, já que alguns especialistas acreditavam se tratar apenas de uma fratura no osso.

A paleontologista Janet Monge, da Universidade da Pensilvânia, Filadélfia, nos Estados Unidos, explica que mesmo as mais avançadas técnicas ainda não possibilitam tirar qualquer conclusão sobre o que teria causado o crescimento anormal do tecido ósseo dos fósseis.

Fonte: Brasilpost.com
logomarca do portal meionorte..com