Pai faz festa de batizado para apresentar filho transgênero

A família de Miguel abraçou a causa e apoiou a transformação

Um caso surpreendeu e poderia virar exemplo em todo o Brasil. Um pai organizou  uma festa para o filho apresentar seu nome social para toda a família. Um segundo batizado.

“Porque batizado? Porque estava nascendo um Miguel na família. O Miguel chegou na família. Era um bolo. […]Se a própria família não apoiar, quem vai apoiar?”, perguntou Marco. O bolo tinha o nome social escolhido pelo filho.

Demorou um tempo para Miguel contar à família que era um homem transgênero, ou seja, ele nasceu menina, recebeu um nome de batismo feminino, mas sempre se identificou com o gênero masculino. A revelação aconteceu em março deste ano, e, para a surpresa do jovem, a família abraçou sua nova identidade.

Pai faz festa de batizado para apresentar filho transgênero
Pai faz festa de batizado para apresentar filho transgênero


“Eu costumo dizer que meu pai nasceu para ser pai. Ele é o cara que eu olho e que eu quero ser igual. Ele me ensinou o que é ser homem. Eu quero ser um pai como o meu pai”, disse Miguel.

A família de Miguel começou a procurar informações na internet sobre o universo trans. Miguel conta que sempre que o pai vê uma reportagem na televisão, vai correndo até ele contar as novidades e conquista de direitos desse grupo de pessoas marginalizado pela sociedade.

Pai faz festa de batizado para apresentar filho transgênero
Pai faz festa de batizado para apresentar filho transgênero


“Quando saiu uma reportagem falando sobre a possibilidade de colocar o nome social no CPF, ele me falou. Ele me ajuda no que ele puder”, contou Miguel.

A família ainda confunde um pouco na hora de chamar Miguel pelo seu nome social. Mas, aos poucos, eles vão se acostumando. Miguel acredita que ficará mais fácil quando ele adquirir características masculinas.

Fonte: Com informações do Razões para acreditar
logomarca do portal meionorte..com