Professora casada que levou menor pra cama ganha apoio do marido

Ela apareceu no julgamento ao lado do homem com quem casou

Outra professora está com problemas graves com a Justiça dos Estados Unidos por se envolver com menores de idade. A americana Lindsey Jarvis, de 27 anos, de Lexington, na Geórgia, é acusada de ir pra cama com um de seus alunos. A polícia obteve provas do relacionamento extraconjugal dela com o garoto, que não teve nome e idade revelados. São mensagens trocadas com ele pelo celular. "Inexperiente, virgem", disseram testemunhas. Presa, Lindsey foi levada a julgamento. Demitida da escola, só não perdeu o marido, que está ao lado dela e até apareceu com a docente no tribunal.

Ter relações com menores de idade é contra a lei em vários estados americanos, mesmo com consentimento da vítima. Lindsey já era investigada quando dava aulas na Woodford County Middle School, em Versailles, no estado de Kentucky. Ela foi acusada de transar com um dos alunos e se mudou com o marido para Lexington, para lecionar na Veterans Park Elementary School. Mesmo morando em outro município, ela continuou se encontrando com o mesmo pupilo.

A polícia descobriu, por meio de mensagens de celular, que Lindsey estava em meio a um caso extraconjugal com seu aluno. Acabou detida pelos oficiais. Levada a julgamento, ela ganhou o apoio do marido Andrew.  Ele garantiu que sua mulher é inocente das acusações e não acredita que ela o tenha traído. Contou que ela está sendo vítima de mentiras. Não informou quem teria interesse em prejudicar a professora.

Os promotores argumentaram que as provas da traição da professora com o aluno virgem são contundentes. Há mensagens de celular, trocadas entre ela e o estudante, que tratam de encontros e do relacionamento entre os dois. Por isso ela está presa, sob custódia da polícia americana.

"Trata-se de um relacionamento amoroso, romântico, entre ela e o garoto", disse Lisa Deffendall, porta-voz da Veterans Park Elementary School. "Ela teve, sim, um caso extraconjugal". Os encontros aconteciam depois das aulas, em locais como hotéis á beira de estrada .

O detetive Steve Sparkman, da polícia de Lexington, disse que o garoto confirmou a relação com a professora em diferentes ocasiões — e nas duas cidades onde ela morou. "Podemos garantir que estamos cientes das atividades e das acusações contra a docente", afirmou Lisa.

Isso parece não ter convencido Andrew, o marido de Lindsey, que garantiu aos advogados, promotores e ao magistrado que cuida do caso que a mulher nunca teve relacionamento algum com o menor.


Image title

Image title

Image title

Image title


Fonte: Com informações do R7
logomarca do portal meionorte..com