Sabia que a Estátua da Liberdade não era originalmente azul?

A ação da poluição e da oxidação mudou a cor do monumento

A Estátua da Liberdade é um destino obrigatório todo turista que visita Nova York, nos Estados Unidos. Oficialmente chamada de “A Liberdade Que Ilumina o Mundo”, ela encanta com sua cor azul-esverdeada. Entretanto, você sabia que essa não era a cor original no monumento?

Um vídeo da American Chemical Society conta um pouco das mudanças pelas quais a estátua passou desde que foi presenteada pelos franceses em 1885. Nas primeiras décadas, ela ostentava um belo “bronzeado” em cobre, seu material externo. Depois, ela foi se tornando de marrom até que, por fim, assumiu o tom azulado.

Estátua da liberdade em tom azul (Crédito: Reprodução)
Estátua da liberdade em tom azul (Crédito: Reprodução)

Essas mudanças ocorreram por conta da oxidação e da poluição. Agora, essas reações químicas chegaram a uma estabilidade, por isso a estátua se mantém na mesma tonalidade há vários anos. Há algum tempo, até rolou a ideia de restaurar a cor original do monumento, mas muitos nova-iorquinos protestaram com essa possibilidade, fazendo com que a proposta fosse arquivada.

Estátua da liberdade em sua cor original  (Crédito: Reprodução)
Estátua da liberdade em sua cor original (Crédito: Reprodução)

Fonte: Com informações do Megacurioso