Saiba o que causa o chulé e como se livrar desse ‘cheirinho’

Lavar corretamente os pés é uma dica básica

O ser humano é quase totalmente coberto por glândulas sudoríparas, que controlam a temperatura do corpo e eliminam algumas substâncias. A maior parte delas são “écrinas”, ou seja, eliminam o suor contendo apenas água e sais minerias.

Entretanto, algumas regiões possuem glândulas sudoríparas “apócrinas”, que normalmente se desenvolvem na puberdade e são responsáveis pelo cheirinho ruim que produzimos. Elas se concentram em lugares como as axilas, a sola dos pés e a virilha. Além de água e sais minerais, elas também liberam gordura, que junto com as bactérias produzem o cheiro ruim.

A sola do pé tem muitas bactérias e pele morta. Se nós não lavarmos os pés corretamente, criamos “ninhos” ótimos para os germes sobreviverem. Junto com o suor, eles produzem o tal fedor que tanto nos envergonha. Para evitar a proliferação das bactérias e o chulé confira alguns conselhos:

Lavar corretamente os pés, de preferência com sabonetes antibacterianos;

Usar pedra-pomes ou outro tipo de esfoliante para retirar a pele morta de seus pés;

Caso produza muito suor, você pode passar antitranspirante na sola dos pés, para ajudar com que eles suem menos;

É ideal usar meias que ajudem a sua pele a respirar melhor, com tecidos como o cotton;

Guardar seus sapatos em lugares arejados e longe da umidade, para evitar que se acumulem bactérias.

Entretanto, caso você sinta que nada disso está resolvendo, você deve procurar um dermatologista que pode te indicar um tratamento mais adequado. O chulé também pode ser agravado pelo hipertireoidismo, pela diabetes e pela obesidade. Ou seja, se você sempre teve esse probleminha, não custa nada marcar uma consulta.

Fonte: Com informações do Megacurioso
logomarca do portal meionorte..com