Tecidos de roupa íntima prejudica desempenho sexual, diz estudo

Diferentes tipos de tecidos apresentam impactos na vida sexual

Um estudo realizado em 1993 sugere que diferentes tipos de tecidos apresentam impactos específicos na vida sexual masculina.

Os materiais pesquisados foram o poliéster, o algodão, a lã e a combinação de poliéster e algodão. Os grupos de testes identificaram que as cuecas feitas de poliéster ou com 50% poliéster e 50% algodão podem alterar o comportamento sexual do homem com o passar do tempo. Os resultados deste estudo foram coletados durante 12 meses.


Resultados e conclusões

As análises realizadas após a exposição de 6 e 12 meses às roupas íntimas de variados tecidos mostraram que o poliéster é a matéria-prima mais prejudicial ao homem. O estudo indicou que o potencial eletrostático deste tecido oferece um risco significativo de reduzir a contagem de espermatozoides masculinos.

Usando cuecas de poliéster ou com a mistura de poliéster-algodão, as alterações nos níveis de espermatozoides foram elevadas. Já entre os homens que usaram cuecas feitas apenas de algodão ou lã as mudanças foram insignificantes.

Segundo os pesquisadores, o poliéster também foi associado a uma diminuição da atividade sexual.

Desafios da medicina

A impotência é um desafio para os pacientes e para a medicina. Por isso, este estudo foi realizado com o intuito de encontrar respostas para algumas ocorrências de impotência na população masculina. De uma forma geral, o problema pode ter causas psicológicas, hormonais, arteriais, entre outras desordens.

Agora, já se sabe que as pesquisas recentes realizadas com cachorros e com seres humanos voluntários apontaram que o uso de roupa íntima de poliéster pode levar a uma redução na contagem dos espermatozoides, tanto nos cães quanto em alguns homens. O problema poderia ser resolvido com a simples troca do tipo de tecido usado no teste.

Em contrapartida, as pesquisas apontaram que usar roupas íntimas de algodão não interfere na qualidade do sêmen e no desempenho sexual, sendo este o tecido mais indicado para a roupa íntima do homem.

A pesquisa mostrou também que o uso de cuecas produzidas com vários tecidos, incluindo o poliéster, mantém o aspecto negativo, com a redução da produção de espermatozoides. Para os pesquisadores, a ação do poliéster sobre as respostas sexuais dos homens ainda precisa ser mais discutida e pesquisada.


Fonte: sitedecuriosidades.com
logomarca do portal meionorte..com