Veado é visto revirando restos de carne humana em floresta

Os restos mortais da qual o veado se serviu estavam lá a 182 dias

Pela primeira vez cientistas puderam registrar em imagens um veado revirando restos de carne humana. A cena inusitada ocorreu em janeiro de 2015, em uma fazenda da Texas State University (EUA), onde cientistas estudam a decomposição de corpos.

Os restos mortais da qual o veado se serviu estavam ao relento por 182 dias. Em uma das fotos, publicadas pela revista científica "Journal of Forensic Scientists", o cervo foi visto com uma costela na boca.

Veado é visto revirando restos de carne humana em floresta
Veado é visto revirando restos de carne humana em floresta


"Foi o primeiro registro de um veado roendo restos humanos", escreveu os autores da reportagem científica.

O local costuma ser visitado por urubus, guaxinins, perus e raposas atrás de carniça. Mas nunca um veado havia aparecido para se ocupar de carne apodrecida.

Os cientistas acreditam que o veado estivesse à procura de minerais (como cálcio, sódio e fósforo), ausentes em sua dieta regular, não propriamente de carne.

Fonte: Com informações do Page not found