Veja quais os erros que você comete diariamente e não percebe

Algumas coisas a gente faz todo dia, mas estão erradas.

1 – Usar o botão “soneca” quando o despertador toca

Ainda que a ideia dos tradicionais “só mais cinco minutinhos” pareça atraente, a verdade é que, na prática, caímos em sono profundo novamente e levantar se torna a tarefa mais difícil do momento – é por isso que acordamos meio zonzos e não mais dispostos depois da soneca.

O melhor jeito de resolver o problema é descobrir a quantidade de sono que você precisa para se sentir disposto no dia seguinte e dormir por esse tempo. Pode ser difícil no início, mas depois que você começar a dormir pelo tempo ideal, vai sentir a diferença.

2 – Checar seus emails e mensagens antes mesmo de sair da cama

A maioria das pessoas dorme com o celular ao lado da cama, o que facilita a prática de, antes mesmo de sair dela depois de acordar, já checar mensagens e outras notificações. Péssima ideia. O problema é que essa necessidade frenética de atualização e de busca de informações nos faz mal e nos dá a sensação de eterno cansaço mental. O ideal é esperar uma hora antes de se conectar ao mundo digital.

3 – Beber café enquanto se arruma para sair de casa

Consumir cafeína logo cedo é um mau negócio. O corpo humano produz altas quantidades de cortisol, o hormônio do estresse, entre às 8h e às 9h, o que faz com que o ideal mesmo seja tomar café depois das 9h30. Cafeína e cortisol não formam uma boa dupla.

4 – Não comer nada pela manhã

Quando dizemos que o ideal é não tomar café, estamos falando da bebida e não da refeição, que fique claro. A escolha daquilo que comemos no início do dia é fundamental, assim como o jejum matinal não é recomendado. Nossa primeira refeição é a que coloca o metabolismo para trabalhar e repõe os níveis de açúcar no sangue – isso é fundamental para que tenhamos um dia produtivo e cheio de energia.

Ficar sem comer nada nos deixa irritados, com dificuldade de concentração e com sensação de fraqueza. Na primeira refeição do dia, escolha alimentos ricos em fibras e dê também uma chance às frutas.

5 – Se atrasar no trabalho

Funcionários que se atrasam são vistos pelos chefes como menos conscientes da função que realizam. Essa impressão é tão marcante que, muitas vezes, é a responsável por uma nota baixa que o funcionário acaba levando na hora da avaliação de seu desempenho profissional.

O mesmo vale para quem sempre fica trabalhando até depois do expediente – isso não demonstra que você trabalha muito, mas sim que não dá conta do que precisa ser feito no tempo ideal.

6 – Começar sempre pelas tarefas mais fáceis

Isso é ruim porque tendemos a ter menos disposição e força de vontade ao longo do dia, conforme o tempo vai passando, então a melhor estratégia é sempre fazer a coisa mais complicada de uma vez, em termos de estudo e/ou trabalho, para não precisar se estressar com isso depois do almoço.

7 – Tentar ler e responder todos os seus emails ainda antes do almoço

Algumas pessoas têm a necessidade de ver a caixa de email zerada para sentir tranquilidade, e se esse for o seu caso, tudo bem. Agora se essa não é a questão, não há por que querer responder tudo de uma vez só, logo cedo. Priorize as mensagens mais urgentes e deixe a sua energia matinal para realizar tarefas mais importantes.

8 – Almoçar à mesa de trabalho

Primeiro que não é muito bonito ver alguém almoçando em meio ao escritório lotado e segundo que o ideal mesmo, até para que sua equipe fique mais unida, é comer no local apropriado para isso, onde é possível interagir com pessoas que estão almoçando também.

Outro ponto importante: esse tempo em que passamos desligados, na hora do almoço, faz com que o cérebro descanse e que, por consequência, tenhamos energia para retomar o trabalho após essa refeição.

9 – Ouvir música enquanto trabalha e/ou estuda

Ainda que ouvir música nos dê a impressão de que ficamos mais produtivos, não é bem assim que acontece. A verdade é que habilidades de leitura e de escrita caem consideravelmente quando escutamos música enquanto as executamos.

A música vale quando realizamos tarefas repetitivas e que não contem com nossa capacidade intelectual – como fazer uma faxina em casa. O segredo, em termos de trabalhos que exijam concentração intelectual, é ouvir música 15 minutos antes de começar as atividades – e se trabalhar sem ouvir nada parece simplesmente impossível para você, dê preferência às canções instrumentais.

10 – Sair do trabalho, ir direto para casa e se jogar em frente à TV

Ok, ok, essa parece ser a melhor ideia de vez em quando e ninguém aqui está querendo discutir esse mérito. A questão é que, em termos de saúde física e mental, a melhor maneira de você se sentir bem ao fim do dia, e de ter uma boa noite de sono depois, é praticar alguma atividade física ao final da tarde.

No começo é sempre complicado, mas em questão de apenas alguns dias você já estará acostumado com a nova rotina e vai perceber como ela fez bem a você.

11 – Jantar muito tarde

Comer tarde demais é algo que prejudica o nosso sono e, inclusive, nos impede de manter os ponteiros da balança no mesmo lugar. O ideal é parar de comer três horas antes de deitar – se você dorme às 23h, sua última refeição deve ser, então, às 20h.

12 – Passar horas nas redes sociais todas as noites

Não tem nada de errado em dar uma olhadinha no que está rolando no Facebook, no Instagram e no Twitter – o problema é quando passamos tempo demais fazendo isso. Já é comprovado que ficar conferindo as atualizações alheias no Facebook nos deixa de mau humor – claro: a grama do vizinho é sempre mais verde, e que atire a primeira pedra quem não morre de inveja de uma boa foto de piscina.

13 – Checar email e outras notificações antes de dormir

Não é recomendado usar qualquer tipo de tecnologia digital antes de pegar no sono, justamente porque isso atrapalha a qualidade do tempo que passamos com a cabeça sobre o travesseiro. O problema está na luz emitida por celulares, computadores, tablets e televisões – ela interfere na produção da melatonina, que é o hormônio que nos faz dormir e permanecer em sono profundo.

Fonte: megacurioso.com