Você sabia que o seu estômago pode explodir?

Especialistas afirmam que pessoas já morreram de tanto comer

Você provavelmente já comeu muito e ficou com a sensação de que ia explodir, né? Por mais incrível – e trágico – que pareça, na verdade essa explosão é passível de acontecer. Porém, é rara.


Especialistas afirmam que pessoas já morreram de tanto comer, ou então, ficaram bem próximas disso. Segundo médicos japoneses, em 2003, um homem de 49 anos morreu depois de comer desesperadamente. A compulsão causou uma ruptura em seu estômago. “Eu acredito que o estômago possa se romper espontaneamente, embora isso seja bem raro”, diz o médico japonês Satoru Miyaishi, do Departamento de Medicina Legal da Universidade de Okayama.

Image title

O estômago tem a capacidade de armazenar 1,5 litro de alimento. Esse é o limite que o órgão suporta caso você exagere. Indo mais adiante, de acordo com análises patológicas, o estômago suporta até três litros. Pesquisadores descobriram essa tolerância aumentada após o caso de uma explosão estomacal com cerca de cinco litros de alimento ou líquido ser estudado. Também houve um caso raríssimo, em que uma mulher morreu com 12 litros em seu estômago.

Especialistas tentam identificar a razão pela qual algumas pessoas substituem a vontade de vomitar, que é um reflexo, pelo anseio de se alimentar mais. Essa questão é colocada pois os casos de ruptura de estômago normalmente são causados por algum tipo de transtorno alimentar ou mental que podem fazer com que o paciente não tenha o reflexo do vômito.

Por motivos diversos, algumas pessoas ignoram o reflexo do corpo, e o vômito não acontece forma natural. Quando o estômago fica muito distendido, os músculos se mantêm esticados para serem capazes de colocar o alimento para fora.

Porém, quando o vômito não ocorre, o conteúdo necessita ser eliminado por outro canal, para o alimento não ficar preso, exercendo pressão nas paredes do estômago. Se o tecido estiver enfraquecido, pode ocorrer uma ruptura, eliminando o conteúdo do estômago para o resto do corpo e provocando infecção e dor. Nesses casos, é preciso uma intervenção cirúrgica para salvar a vida do paciente.  

Outro caso de ruptura espontânea do estômago é visto em pessoas que possuem Síndrome de Prader-Willi, doença que produz grande desejo por alimentos, resultando em ganho de peso e obesidade mórbida.

Fonte: R7.com
logomarca do portal meionorte..com