Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Equatorial Piauí patrocina projetos culturais de norte a sul do Estado

Em 2020, a casa de espetáculos receberá patrocínio da Equatorial Piauí

Compartilhe

Palco centenário de apresentações culturais locais, nacionais e internacionais, o Theatro 4 de Setembro integra um complexo cultural no coração de Teresina, composto ainda por Clube dos Diários, Praça Pedro II e Central de Artesanato Mestre Dezinho. Em 2020, a casa de espetáculos receberá patrocínio da Equatorial Piauí. A Distribuidora vai apoiar, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, a renovação técnica do teatro proposta pela Associação dos Amigos da Arte e Cultura.

“O projeto apresentado ao SIEC, contemplado com o patrocínio da Equatorial, trata da modernização e readequação tecnológica do aparato cênico de luz, som e segurança do Theatro 4 de Setembro, equiparando o palco mais tradicional do Piauí à teatros de grandes centros do país. Nós, enquanto proponentes patrocinados, aplaudimos de pé esse espetáculo de amor à arte e à cultura que a Equatorial, por meio do SIEC, nos proporciona”, afirma Jone Clay Macedo, presidente da Associação de Amigos da Arte e da Cultura do Piauí.

Grupo Harém de Teatro em apresentação. Crédito: acervo Grupo Harém de Teatro

“O financiamento de projetos culturais através da Plataforma E+ Cultura já é consolidado nos estados onde o Grupo Equatorial está há mais tempo e, no Piauí, em menos de dois anos de atuação, a empresa entra em cena para se firmar como uma das maiores patrocinadoras da arte local. Como forma de ampliar o acesso à cultura, vamos apoiar iniciativas de norte a sul do estado, nos mais variados segmentos, investindo mais de R$ 6 milhões”, diz Joaquim Milhomem, Gerente de Relacionamento com o Cliente da Distribuidora.

O Grupo Harém de Teatro conhece bem o palco do 4 de Setembro. Com mais de três décadas de história, a trupe conquistou o público com espetáculos que já se tornaram clássicos do teatro piauiense, como Raimunda Pinto, Sim Senhor!; Um Bico Para Velhos Palhaços e A Casa de Bernarda Alba. O Grupo também receberá patrocínio da Equatorial Piauí neste ano. A empresa vai investir no Projeto Harém 35 anos, que levará peças para diversos bairros de Teresina, além de realizar oficinas teatrais de direção, interpretação, corpo e movimento.

“Neste momento de calamidade, em que as artes estão paradas, os artistas estão em casa, muitos deles precisando ganhar um dinheiro para sua sobrevivência. Por isso que é importante iniciativas como essa da Equatorial, dando uma energia na cultura piauiense com esse apoio aos projetos aprovados pelo SIEC. É de fundamental importância para a manutenção da preservação da arte e da cultura feita no Piauí”, declara o ator Francisco Pellé, um dos fundadores do Grupo Harém de Teatro.

O interior do estado também será contemplado com projetos teatrais patrocinados pela Equatorial Piauí em diversas cidades, como São Gonçalo do Piauí e Corrente. Na região do litoral, o Coletivo Cabaça recebe apoio para o Balaio Cênico, que contempla cursos de formação e exibição de espetáculos em Parnaíba. Já na cidade de Floriano, o apoio é destinado ao 9º Festival de Teatro do Piauí e para o espetáculo Manual Prático de Felicidade, do Grupo Cultura de Rua.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar