Alemão, Iris e Fani se reencontram e falam sobre triângulo amoroso

O trio relembrou a época em que viveram um romance no BBB.

Nesta segunda-feira (23) começa mais um “Big brother Brasil”, e poucas edições suscitaram tanto a paixão do público como “BBB 7” e o seu inesquecível triângulo amoroso formado por Diego Gasques, o Alemão, Iris Stefanelli, a Siri, e Fani Pacheco. Dez anos após essa edição histórica, o trio se reuniu num reencontro divertidíssimo que aconteceu na última sexta-feira, no Rio, e mostra que amizade entre eles resistiu ao tempo e aos paredões da vida.

Siri fez questão de pegar um avião em São Paulo para rever a dupla. E claro que não faltaram muitas risadas e brincadeiras. “Alemão continua bonitão. Tira o olho, Faninha!”, solta a mineira ao avistar o campeão do “BBB 7”, relembrando a disputa delas pelo bonitão durante o reality show (Alemão ficou com Fani no programa e com Iris somente fora da casa).

O carinho é recíproco. “Nossa amizade é de verdade mesmo, não é marketing. Nós três e a Flávia (Viana, que também participou da mesma edição) nos falamos sempre e temos um carinho enorme um pelo outro”, diz, emocionada, a dona do bordão “Uh-hu Nova Iguaçu”. A sintonia é tanta, que ela espera contar com os dois em seu casamento esse ano. “Também vou convidar a Analy”, adianta Fani. “Se ela for, eu não vou. Eu veto, sim!”, solta Siri, aos risos, referindo-se à DJ e ex-sister responsável pelo veto que a colocou no difícil paredão com Alemão e a tirou do programa, separando o casal.

Image title

O papo continua bem até que Siri e Alemão divergem, de forma bem humorada, sobre o tempo que tiveram de namoro após o reality show. Ela aposta em dois meses, ele, em seis. Os dois haviam se vistos pela última vez em dezembro, no aniversário de um amigo em comum em São Paulo. Atualmente solteiros, não casam de ouvir o apelo do público para que reatem. “As pessoas enchem a paciência na internet shippando o casal. Mas não tem mais nada a ver”, diz Alemão.

Adorados pelo público, o trio não tem do que reclamar. Ganharam fama, dinheiro e mudaram completamente de vida. “Vivi um conto de fadas. Dei uma casa para os meus pais em Minas, comprei um apartamento para mim de frente para o Parque do Ibirapuera, em São Paulo, além de outros imóveis que eu adquiri e aluguei. Frequento restaurantes chiques três vezes por semana. Se eu sair da TV, tenho uma renda que me permite cuidar dos meus pais”, festeja a ex-sacoleira. “Só me falta casar, mas desse ano não passa”, completa.

Os três lembram que viveram a época de ouro dos ex-BBBs. “Quando saí da casa, ganhava cachê de 20 mil para ir aos eventos. Hoje, cobro R$ 10 mil”, diz Alemão, que atualmente investe seus milhões em sua própria construtora de imóveis. “Ele está milionário, é dono de um condomínio inteiro”, entrega Siri.

Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do Jornal Extra
logomarca do portal meionorte..com