Anitta repensou lançar clipe após diretor ser acusado de abuso

'Em dezembro deste ano', anuncia cantora sobre lançamento do clipe

Anitta se pronunciou diante de uma polêmica envolvendo Terry Richardson, diretor criativo de seu clipe "Vai Malandra", gravado por ela no Vidigal em agosto, comunidade na Zona Sul do Rio de Janeiro e listado anteriormente por ela como último vídeo do projeto "Check Mate".

O fotógrafo de renome internacional vem sendo acusado, desde meados de outubro, por modelos de assédio e foi banido de grandes publicações de moda internacionais, como "Vogue" e "Glamour". "Imediatamente após tomar conhecimento sobre as acusações de assédio que envolvem o diretor Terry Richardson solicitei que minha equipe avaliasse o contrato para verificar o que juridicamente poderia ser feito", afirmou a cantora, em comunicado enviado ao Purepeople nesta terça-feira (21), um dia após o lançamento de "Downtown", seu hit com J Balvin.

'Em dezembro deste ano', anuncia cantora sobre lançamento do clipe

Segundo ela, todas as variáveis foram analisadas antes de tal decisão ser tomada: "Estudamos todas as possibilidades, que foram além das questões jurídicas, passando também pelo envolvimento emocional, levando em consideração o imenso trabalho digno de todos os artistas e colaboradores que de alguma maneira fizeram este clipe acontecer".

A artista, destaque no Grande Prêmio do Brasil ao cantar o Hino Nacional, explicou, finalmente, que a decisão de manter o clipe, no qual apareceu em um biquíni sexy de fita isolante, se deu pelo envolvimento da comunidade. "Esse não é um trabalho de uma pessoa só. Manterei minha promessa aos moradores do Vidigal e aos meus fãs lançando o clipe de "Vai Malandra" em dezembro deste ano. Mostrando um pouco das minhas origens e mais sobre o funk carioca, do qual me orgulho muito de ser representante", garantiu a artista, casada em regime de separação total de bens com o empresário Thiago Magalhães.

Anitta reafirma combate a assédio: 'Repudio'

Ao final do comunicado, Anitta reforçou o apoio às investigações contra o americano. "Como mulher faço questão de reafirmar que repudio qualquer tipo de assédio e violência contra nós e espero que todos os casos dessa natureza sejam sempre investigados com a relevância e seriedade que merecem", destacou a cantora,

Fonte: Com informações do Purepeople
logomarca do portal meionorte..com