"Branco sai na frente", afirma Taís Araújo ao falar sobre racismo

Atriz com 20 anos de carreira diz que a luta precia continuar.

Taís Araújo coleciona motivos para comemorar e usa o espaço que conquistou para defender a luta contra o racismo. A atriz, com pouco mais de 20 anos de carreira, é uma das mais engajadas de sua geração e ao lado do marido, Lázaro Ramos, estrela a elogiada série “Mister Brau”, da TV Globo.

"Eu me tornei negra. A gente nasce neste país para tentar ser outra coisa, o que somos não é aceito. Não vê as meninas alisando o cabelo?", diz Taís, que por muito tempo fez relaxamento nos fios, sim, mas hoje guarda um e-book no celular com a obra “Torna-se negro”, da psicanalista baiana Neusa Santos Souza.

Taís, que possui mais de 3 milhões de seguidores nas redes sociais, acredita que a internet possibilita discussão mais aprofundada sobre as questões raciais e de gênero. "Há mais vozes porque a ferida está exposta. Fico encantada quando ouço um branco falar de “privilégio branco”. Isso significa que a pessoa entendeu que cor da pele nesse país é patrimônio. Quem é branco sai na frente", diz. 

Na comédia “Mister Brau”, os dois abordam a ascensão social de um casal de negros: "Representamos uma parcela do Brasil que é muito subjugada o tempo inteiro. É importante para nós, como população negra, estarmos num lugar de prestígio", disse. 

Taís Araújo
Taís Araújo
Taís Araújo
Taís Araújo









Fonte: Com informações do OGlobo
logomarca do portal meionorte..com