Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Camila Pitanga tem sofrido preconceito ao assumir namoro com mulher

Camila está sentindo na pele o preconceito que ainda cerca uma relação entre pessoas do mesmo gênero.

Compartilhe
Google Whatsapp

A atriz Camila Pitanga manteve sua relação com a artesã Beatriz Coelho longe dos holofotes e das redes sociais durante o período de um ano. Após a revelação do namoro pelo EXTRA, ela fez a primeira aparição pública com a amada num evento na última semana e até contou numa postagem que ela e Bia dividem o mesmo par de brincos.

 Camila está sentindo na pele o preconceito que ainda cerca uma relação entre pessoas do mesmo gênero. Desde que assumiu seu namoro, algo que já era sabido pelos mais íntimos e pela família, a atriz virou alvo dos olhares tortos em sua direção. Mesmo quando não está ao lado de Beatriz, conforme relatou a amigos.

Ari Kaye/ divulgação

Apoio de outras mulheres

Primeira cantora lésbica a se assumir publicamente no Brasil, Angela Ro Ro soube pelos noticiários da nova relação de Camila Pitanga com a artesã Beatriz Coelho, revelado esta semana. A cantora de 69 anos diz que viu a atriz praticamente nascer, que sempre foi muito amiga dos pais dela, Antonio Pitanga e Vera Manhães, e que ficou muito feliz em saber da vitória de amor da artista.

"Camila Pitanga é uma mulher feita, maravilhosa, emancipada e muito inteligente, que se construiu sozinha, sem apelação. Ela é uma excelente atriz e vai saber lidar com esse novo amor e toda essa exposição melhor do que o Garrincha com a bola", diz Angela, que sentiu na pele o preconceito quando se assumiu publicamente sua sexualidade no fim da década de 1970.

Reprodução

Numa época em que não existiam redes sociais, onde hoje é disseminado muito ódio e preconceito, Angela sofreu na pele e chegou a apanhar da polícia nas ruas por homofobia. Num desses momentos, perdeu a visão do olho esquerdo.

"No meu tempo era pior. Mas o mundo hoje, infelizmente, não está mudado para a liberdade. Nós, pessoas de valor e humano, é que temos que um lutar por um mundo novo. As pessoas estão mais abertas, sim, mas a humanidade não presta, nunca prestou. São raras as pessoas que são boas. Mas vejo essa nova geração como da Camila com certa bravura, sem medo de amar. E isso é maravilhoso. Temos que celebrar a vitória do amor de uma atriz excelente como a Camila Pitanga".


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se