Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Corpo do humorista Agildo Ribeiro é cremado no Rio de Janeiro

Amigos e familiares se despedem do humorista Agildo Ribeiro.

Corpo do humorista Agildo Ribeiro é cremado no Rio de Janeiro
Corpo do humorista Agildo Ribeiro é cremado no Rio de Janeiro | reprodução
Compartilhe

O corpo do humorista Agildo Ribeiro, que morreu aos 86 anos ontem pela manhã devido problemas cardíacos, foi cremado na tarde deste domingo (29) no crematório do Rio de Janeiro, no Caju. O velório aconteceu na Capela 1 do Memorial do Carmo. Amigos e familiares deram o último adeus ao humorista.

"O que fica na minha memória é que ele foi a pessoa que mais me fez rir na vida. Por isso, é uma despedida sem choro", diz Claudio Torres.

Agildo Ribeiro (Crédito: TV Globo)
Agildo Ribeiro (Crédito: TV Globo)

O motorista Aécio Estrella, que trabalhou por mais de 40 anos Agildo Ribeiro, contou que esteve com o humorista até a madrugada de sábado, horas antes dele morrer.

“Ele era muito animado, alegre. Ficamos batendo papo até 2h da manhã. Ele bebendo o uisquinho dele, na boa, muito bem. Antes de eu sair ainda contou uma piada. Quando a folguista me ligou chorando às 10h30, ele falei: ‘o Agildo morreu’",

"Mais do que um mestre, um amigo, perdi o tio Agildo. Cresci vendo ele e meu pai trabalhando juntos. Até ele descobri que tinha um filho era eu que fazia as vezes de filho dele. Toa a influência que eu tenho é dele e do meu pai", disse o ator Lúcio Mauro Filho.

Trajetória

O ator trabalhou extensamente no teatro, cinema e TV, e ficou conhecido ao ser o primeiro ator a interpretar João Grilo, personagem da peça Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna.

Na TV, ele participou de Estúdio A... Gildo, Escolinha do Professor Raimundo, Zorra Total e mais recentemente, do Tá no Ar: a TV na TV. No cinema, seus trabalhos mais recentes foi o filme: Casa da Mãe Joana (2008).

Homenagens Agildo Ribeiro (Crédito: Alba Valéria Mendonça/G1)
Homenagens Agildo Ribeiro (Crédito: Alba Valéria Mendonça/G1)



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar