Cris Vianna se despede do posto de rainha da bateria da Imperatriz

"Não existe uma rainha eterna e nunca terá", diz Cris

 Cris Vianna era a musa das musas que estava presente na Sapucaí. A atriz, que no dia anterior havia desfilado pela Imperatriz Leopoldinense e se despedido de seu posto de rainha de bateria da escola de Ramos, estava ainda mais esplendorosa na noite de segunda-feira.


Acompanhada de sua família, Cris conversou e comentou a decisão e garantiu que o maior sentimento em volta disso tudo é a gratidão. “O Carnaval na minha vida é uma paixão, e não uma profissão. É normal que em um determinado momento eu queira parar, isso acontece com todos. Não existe uma rainha eterna e nunca terá. Por enquanto, ainda não está sendo difícil lidar com essa decisão, talvez no ano que vem exista alguma saudade maior. Mas é um movimento, um ciclo. Faz parte”, esclareceu Cris que, embora longe do posto à frente da bateria, garantiu que nunca irá de distanciar do Carnaval.

“Eu sou brasileira e o samba é nosso. Seja branco ou negro, rico ou pobre, essa arte é só nossa. Não tem como não querer fazer parte dessa festa”, completou. O Brasil agradece!


Fonte: iG
logomarca do portal meionorte..com