Emilly convida tia para trabalhar como faxineira em sua casa nova

Ela fez o convite, mas proibiu que a tia levasse os filhos dela

Emilly Araújo, de 20 anos, após vencer a 17ª edição do “BBB 17″, até prometeu ajudar a família com o prêmio que recebeu no reality-show, mas vem encontrando dificuldades de colocar tudo em prática

Nesta sexta-feira (26), a jovem convidou uma tia, moradora da região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, para se mudar para a cidade do Rio de Janeiro e começar a trabalhar para ela, o pai Volnei e a irmã gêmea Mayla como faxineira na sua nova casa alugada pelo valor de R$ 11 mil mensais. Entretando, deixou claro uma condição: sua tia não poderia levar seus filhos juntos. Com esse acordo, Silvani Araújo, acabou não aceitando o convite da sobrinha e decidiu continuar em Porto Alegre.

Em uma breve entrevista ao colunista Léo Dias,  Silvani explicou que jamais teria coragem de abandonar seus filhos, por mais que esteja passando por dificuldades. “Ela me convidou. Só que daí ela disse que eu não podia levar meus filhos juntos. Meus filhos são tudo para mim. Eu criei eles sozinha. Então eu disse que não ia para o Rio sem os meus filhos”, comentou

Mais problemas familiares
Esse não foi o único problema familiar que a vencedora do “BBB” enfrentou nesta semana. O primo William Silva Araújo decidiu desabafar na web sobre a postura da prima após a fama. William publicou um vídeo no youtube dizendo que Emilly não honra o sobrenome da família e a chama de “mal-agradecida”, mas diz que ninguém quer um tostão. “Nunca ganhamos um real de Emilly. Não queríamos antes e não queremos agora nada” disse

Fonte: msn
logomarca do portal meionorte..com