Maiara & Maraisa sacodem Barretos com selinho e lágrimas

Irmãs sertanejas e musa da sofrência fizeram a festa das patroas

Marília Mendonça deu o recado assim que pisou no Palco Arena da Festa do Peão de Barretos na noite deste sábado (19). “Aqui são proibidas três coisas. Não pode chorar, nem vomitar e nem ligar pro ex ou pra ex de jeito nenhum”, disse, ao anunciar a noite de sofrência que estava por vir.

Na noite da Festa das Patroas, em que dividiu o palco com as irmãs Maiara & Maraisa, Marília Mendonça chegou poderosa. Ela, que recentemente anunciou o término do noivado com o empresário Yugner Ângelo, surgiu em um vestido curto e cheio de franjas e brilho, pronta para arrasar, mas pareceu cantar a própria realidade da dor de amor junto com os milhares de fãs.

“Quero fazer uma pergunta meio tensa, mas preciso que vocês respondam com sinceridade. Tem alguém aqui que nunca deu certo com ninguém na vida? Então nós estamos juntos”, declarou ao receber inúmeras mensagens positivas.

Ela seguiu cantando ‘Meu Cupido é Gari’, que fala de um deus do amor sem ponta na flecha e que é amador, só traz decepção.

O repertório que canta o sofrimento do amor perdido seguiu com “Saudade do meu ex”, “Como faz com ela”, “Alô porteiro” e “Folgado”.

A cantora de grande carisma mexeu várias vezes com os fãs. Perguntou quem já foi traído, falou de um pedido de namoro dispensado por ela porque o pretendente não a queria mais na balada, e chamou a atenção daqueles fãs com vergonha de admitir que já foram traídos em um relacionamento.

“Vocês não têm que ter vergonha, é falta de vergonha de quem traiu. O pior é quem insiste em continuar com o infiel”, disse ao emendar seu sucesso mais conhecido, “Infiel”. O público fez bonito ao acompanhar a diva da sofrência.

A emoção com que o público cantou “De quem é a culpa”, um dos grandes sucessos da cantora, levou Marília às lágrimas. Ela agradeceu o carinho com que foi recebida, brincou que os fãs ensaiaram todas as músicas do DVD “Realidade” e precisou ir até o fundo do palco, longe das luzes, para se recompor.

As patroas continuam

Com o público quente deixado por Marília Mendonça, Maiara & Maraisa surgiram no Palco Arena já na madrugada deste domingo (20) e não economizaram no repertório. Foi com o hit “10%”, responsável pela projeção nacional da dupla que elas abriram a apresentação e fizeram os fãs cantarem forte.


As irmãs optaram por terninhos no figurino da noite das patroas e distribuíram coraçõezinhos com as mãos, em um gesto de retribuição ao carinho do público.

E na noite das patroas, não demorou para que Maiara fizesse um discurso inflamado a favor do “feminejo”. Emocionada, ela desabafou sobre as tantas rejeições quando ela e a irmã tentavam demonstrar seu talento e provar que o o sertanejo também pode ser feito por mulheres.

“Eu tenho que agradecer muito a Deus e aproveitar cada segundo que eu estou nesse palco porque não foi fácil, Brasil. A gente já ouviu demais que mulher não ia estar nesse palco, que os homens de chapéu não iam baixar pra ouvir música de mulher nenhuma. Que a mulher não ia fazer a diferença no sertanejo. Quebramos regras e obstáculos, acreditamos que o Brasil é justo, é pra todos. Barretos é justo. Vivemos um momento histórico”, disse.

Maraisa acompanhou o tom do discurso da irmã e afirmou que a mulherada está podendo. “Ano passado cantamos duas vezes, no Palco Festeja e aqui, debaixo de chuva. Foi só meia hora, mas Deus sabe o que faz. Eu falei ‘ano que vem eu vou estar lá e vou cantar mais de uma hora naquele trem. Obrigada a todas as mulheres que abraçaram Maiara e Maraísa e Marília Mendonça, e que seja a primeira de muitas noites da mulherada aqui.”

Antes de voltar a cantar, Maiara ainda deu uma intimada. Quer que mulheres sejam nomeadas embaixatrizes da festa. O cantor Gusttavo Lima é o embaixador da festa em 2017.

“Vocês não acham que está na hora da mulherada ser embaixatriz, minha gente? Tamo aí viu.” O show seguiu com “Tem sorte que você beija”, “Sem Tirar a Roupa” e a sofrência de “No Dia do Seu Casamento”, com Maiara de chapéu e Maraisa ao violão, e teve até um selinho das irmãs no palco.

Um dos momentos mais emocionantes foi quando Maraisa ficou sozinha no palco, acompanhada pelo som do piano, para cantar "Medo bobo". A Arena de Barretos pulsou em um coro de milhares vozes e em um balanço contagiante.

Mulherada junta

Ao som de "50 reais", Marília Mendonça retornou ao Palco Arena, desta vez com um look bem mais sóbrio e confortável.


Juntas elas também interpretaram “Motel”, gravada em parceria para o DVD de Maiara & Maraisa. Marília ainda provocou Maiara, que, segundo ela, não sabe cantar suas músicas. A acusação em tom de brincadeira se confirmou quando a cantora se embolou com o bis de "Eu Sei de Cor".

O trio do feminejo abalou as estruturas com o funk "Essa novinha é terrorista", de MC Kevinho, e com coreografia coordenada. Maiara, a mais entusiasmada, desceu até o chão, e por pouco não foi atingida pelos fogos colocados na beirada do palco.

As amigas ainda reservaram uma surpresa ao receber a dupla Thaeme & Thiago. Juntos eles cantaram as românticas "Evidências", de Chitãozinho & Xororó, e "Temporal de Amor", de Leandro & Leonardo.

As divas se despediram três vezes do Barretão 2017, com "Festa das Patroas", "Mexidinho", "Turma do AA" e o bis de "10%".

Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com