Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Acesse a versão para celular

Festival cancela show de Victor e Léo após denúncia de agressão

A decisão foi publicada nas redes sociais da feira

Festival cancela show de Victor e Léo após denúncia de agressão
Victor | Reprodução
Compartilhe
Google Whatsapp

Cerca de um mês após a Polícia Civil de Minas Gerais indiciar o cantor Victor Chaves por agressão contra a própria mulher, a produção de um festival do Rio Grande do Sul anunciou, nesta terça-feira, o cancelamento do show da dupla setaneja Victor e Léo por causa da repercussão negativa do caso. A decisão foi publicada nas redes sociais da feira.

"A produção da "Fenadoce é show", sensível às reações públicas, comunica que o show de Victor e Leo, marcado para o dia 14 de junho, foi cancelado". O festival está marcado para os dias 31 de maio a 14 de junho, em Pelotas. Na página do festival, internautas elogiaram a atitude da produção da feira de doces.

"Parabéns Fenadoce pela atitude. Uma vitória das Feministas do Grupo Vamos Juntas Pelotas", escreveu Fernanda Nobre na publicação.

"Obrigada, Fenadoce, por ouvir as nossas reclamações e não nos atacar diretamente por questionar a contratação da dupla", escreveu Ady Ferrer, outra intenauta.

"Muito bem organização. Obrigada por nos ouvir. Lugar de agressor não é em palco sendo endeusado, longe disso", disse a internauta Maiara Godoy Porto.

A Feira Nacional do Doce é uma atividade anual promovida para difundir a cultura doceira da cidade de Pelotas. O festival recebeu 271 mil pessoas no ano passado.

O caso

A empresária Poliana Bagatini registrou no dia 24 de fevereiro uma queixa por agressão contra o marido, o cantor Victor Chaves. Grávida, ela relatou às autoridades ter sido jogada no chão e recebido chutes do cantor sertanejo.

Na queixa, Poliana conta que um segurança e a irmã do marido a impediram de deixar o apartamento onde moram após a briga, no bairro Luxemburgo, em Belo Horizonte. Ela só teria conseguido deixar o local depois que uma vizinha ouviu os gritos e a ajudou a escapar. A empresário ainda alegou receber ameaças da família de Victor.

Ao registrar a ocorrência na Delegacia Seccional Sul da Polícia Civil de Belo Horizonte, Poliana foi encaminhada à Delegacia das Mulheres. A empresária, no entanto, não esperou o atendimento da delegada e saiu de lá sem prestar depoimento e fazer o exame de corpo de delito.

A Polícia Civil de Minas Gerais indiciou o cantor por agressão. Os investigadores concluíram o inquérito e acusaram o músico com base no depoimento da vítima e nas imagens de câmeras de segurança do prédio em que Poliana Bagatini relatou ter recebido chutes do marido, em fevereiro.

Image title

Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Carregar os comentários (0)

comentários

fechar comentários
Nenhum comentário feito até o momento

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto