Gloria Perez e parte do elenco da novela "Barriga de aluguel", exibida pela TV Globo em 1990, usaram as redes sociais para manifestar indignação diante da morte de Bruno Moreira, intérprete do bebê que inspirava a trama principal do folhetim.

Bruno Moreira quando criança, ao lado das atrizes Claudia Abreu e Cassia Kiss, durante a novela “Barriga de Aluguel”Bruno Moreira quando criança, ao lado das atrizes Claudia Abreu e Cassia Kiss, durante a novela "Barriga de Aluguel"

O carioca de 31 anos foi assassinado enquanto trabalhava como motorista de aplicativo no bairro de Marechal Hermes, na Zona Norte do Rio de Janeiro. O único trabalho na televisão aconteceu em "Barriga de aluguel", quando deu vida ao filho recém-nascido do casal de personagens Ana (interpretada por Cássia Kiss) e Zeca (Victor Fasano). A criança, na história, era gerada no ventre de Clara (Claudia Abreu), já que Ana não podia ter filhos.

Glória Perez fez um post sobre o assassinato de Bruno, que atualmente trabalhava como motorista de aplicativoGlória Perez fez um post sobre o assassinato de Bruno, que atualmente trabalhava como motorista de aplicativo

Glória Perez

"E chega essa notícia triste. Assalto. Bruno não reagiu, e mesmo assim atiraram nele. Sem palavras", escreveu Gloria Perez, em post no Instagram. Humberto Martins, que interpretou um papel de destaque na novela, também se manifestou: "Meu Deus... Tive com esse menino tantas vezes no colo", lamentou.

Mais fotos de cenas da novela “Barriga de Aluguel”Mais fotos de cenas da novela "Barriga de Aluguel"

Mãe de Bruno Moreira, Liliana Ferreira Leite disse ao "RJ TV", da TV Globo, que o filho adorava contar para os amigos que havia estrelado uma produção na televisão ainda bebê. "A novela foi uma das boas recordações, ele tinha orgulho, eu sentia que ele tinha aquele orgulho de ter feito a novela. Meu filho foi muito amado, muito amado, meu filho só tinha amor pra dar", contou Liliana.

A polícia identificou o assassino de Bruno, no RIo de JaneiroA polícia identificou o assassino de Bruno, no RIo de Janeiro

Polícia identifica criminoso

Na última terça-feira (23), a polícia do Rio identificou um dos suspeitos pelo crime, que ocorreu no dia 22 de junho. Após dois meses de investigações, agentes da Delegacia de Homicídios da capital fluminense chegaram à conclusão de que Tiago da Silva Freitas Rosas é o assassino de Bruno.

Tiago tem passagens pela polícia por tráfico de drogas. “O individuo é conhecido como Burgão, atuante no tráfico de drogas dos bairros de Honório Gurgel e Coelho Neto. Ele tem algumas passagens por trafico de drogas nos anos de 2016, 2017 e 2018, e é um individuo extremamente perigoso", disse o delegado Alexandre Herdy. O assassino teve a prisão decretada pela Justiça e é considerado foragido.