mais

Polícia investiga se youtuber morta em acidente estava fazendo racha

Amanda Maturana, de 23 anos, caiu de moto enquanto dirigia em Londrina, no Paraná, na última sexta (6).

Apaixonada por motos e velocidade, a youtuber Amanda Andrade Maturana, de 23 anos, morreu após se envolver em um acidente na madrugada da última sexta-feira (6). Ela caiu da motocicleta que pilotava pelas ruas de Londrina, no Paraná, pouco depois da Polícia Militar dispersar um grupo de pessoas que fazia rachas na Avenida dos Expedicionários, na zona sul da cidade. As informações são da Época.

Conhecida como “Amanda da 160”, a jovem tinha um canal de Youtube com 83,6 mil inscritos e mais de 2,6 milhões de visualizações. Em seus vídeos ela mostrava passeios de motocicleta pela cidade, inclusive rachas e manobras radicais, como empinar a moto.

Youtuber Amanda da 160 morreu em acidenteYoutuber Amanda da 160 morreu em acidente

Os militares foram acionados por denúncia anônima na noite do acidente. A abordagem aconteceu por volta 2h e, de acordo com os policiais, os participantes dos rachas fugiram assim que viatura se aproximou. Havia carros e motos participando dos pegas. Ninguém foi preso.Os policiais ainda perseguiram uma das motocicletas que acelerou em fuga. Segundo a PM, a sirene e luz giroflex da viatura foram ligados para sinalizar que a moto deveria parar imediatamente. Mas os militares não foram atendidos acabaram por perder o veículo de vista.

Pouco depois, a PM recebeu uma nova ligação pelo 190. Dessa vez, tratava-se de um acidente entre carro e moto. Quando os policiais chegaram ao local, perceberam que batida envolveu a motocicleta que minutos antes estava em fuga. Ela era conduzida por Amanda.


A moto da jovem se chocou contra um Corsa, no cruzamento das avenidas União Soviética e Iugoslávia. De acordo com a Polícia Militar, o casal que estava no carro sequer percebeu a aproximação da motocicleta, devido a alta velocidade. Os ocupantes do automóvel relataram terem apenas sentido o impacto da batida.

Uma equipe do Samu foi chamada para prestar socorro, mas Amanda morreu no local da batida. Um inquérito policial foi aberto para investigar o que aconteceu. “A Polícia Civil do Paraná está realizando diligências e ouvindo testemunhas para esclarecer a dinâmica do acidente”, informou em nota.

Amanda estava com uma motocicleta nova há poucos dias. Em 31 de outubro, ela publicou um vídeo para mostrar sua nova moto, uma Yamaha XJ6 de 600 cilindradas. Ela veio para substituir sua motocicleta antiga, que tinha apenas 160 cilindradas, mas que lhe rendeu o apelido de Amanda da 160.

Youtuber Amanda da 160/ Crédito: InstagramYoutuber Amanda da 160/ Crédito: Instagram

Ainda com a moto antiga, em 27 de outubro, amanda participou de um pega em Londrina. Nesta data ela publicou um vídeo com o título “Chamou para o racha e ficou para trás”. As imagens mostram a jovem sendo abordada por um outro motociclista e desafiada para um disputa de velocidade. A jovem aceitou na hora.

Amanda andava com uma câmera fixada no capacete para fazer imagens enquanto dirigia. As cenas captadas pelo equipamento mostram o painel da motocicleta registrando o velocímetro passar de 13 km/h para 107 km/h no intervalo de 14 segundos durante o racha.

"Olha o cara chamando para o racha. Tomou pau", vibrou a jovem por ter sido mais rápida da disputa. No canal de Amanda também há vídeos que mostram a youtuber fazendo manobras radicais, como empinar a motocicleta.O corpo de Amanda foi enterrado na tarde de sábado (7). A despedida da jovem contou com homenagens de motociclistas da cidade de Londrina. Na ocasião, centenas de motos se reuniram em frente à capela onde ocorreu o velório e depois seguiram em cortejo até o cemitério. Época não conseguiu contato com a família da jovem.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail