Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Geraldo Brito lança o CD “Dança das Tulipas”

O músico e compositor divulga o CD Dança das Tulipas, que conta com a participação de Nelson Faria, Ney Conceição, João Carlos Coutinho, dentre outros

Geraldo Brito lança o CD “Dança das Tulipas”
Geraldo Brito | Divulgação
Compartilhe

Boa música, arranjos primorosos e uma equipe de profissionais de primeiro quilate é o que Geraldo Brito oferece ao público piauiense e brasileiro com o seu mais novo CD, intitulado Dança das Tulipas. O disco foi planejado, bem elaborado e o resultado valeu a pena, pois o músico e compositor traz boi, baião, jazz, maxixe, balada num trabalho essencialmente instrumental, entremeado apenas de três canções cantadas por Laurenice, que canta Colonização, letra de Viriano Campelo; e França e Edna Lago, que cantam Amores Mil, letra de Glauco Luz, e Cajuína Nº 2, de Durvalino Filho.

Dança das Tulipas, segundo Geraldo, foi inspirada num momento sublime. “Estava na Escola de Música e de repente começou uma ventania que arrancou e fez voar as tulipas. Vendo aquela manifestação da natureza, a dança das flores, fiz a música que dá título ao CD”, explica o músico.

“Dança das Tulipas” foi gravado entre 2008 e 2009 e tem a participação mais que especial dos músicos Nelson Faria, que tocou para Cássia Eller e João Bosco; Ney Conceição, do cast de João Bosco e Elba Ramalho; João Carlos Coutinho tocou para Leni Andrade e hoje faz parte da equipe de músicos de Maria Bethânia.

Neste trabalho, Geraldo conta ainda com Di Stéfano, Adelson Viana, Jr. Primata, Rubinho Lima, Thiago Cabral, Rafael Viana, Paulo Dantas, Cauê de Lima, Paulo Aquino, Dodô, Gilson, Bruno Moreno, Lulu Maleiro, Valtinho, Vaguinho e as cantoras Márcia Siqueira (Edna Lago) e Laurenice França.

A música instrumental, segundo Geraldo Brito, é sua grande paixão. “Estudei com Nelson Faria, Hélio Delmiro”, comenta, enfatizando que se aperfeiçoou em improvisação.

Do último trabalho até Dança das Tulipas houve um intervalo de tempo considerável. No entanto, durante todo esse hiato, Geraldo não se distancia da música. Ele explica que há tempo para compor música seja instrumental ou cantada. Em outra época, o tempo é dedicado à leitura, estudo e pesquisa. Há tempo para improvisação, harmonia.

Para o artista, cada etapa é vivenciada com intensidade e assim, as canções surgem. Gravado com o apoio da Lei A Tito Filho, Geraldo diz que o lançamento oficial deve ocorrer no final deste mês até o início de fevereiro. “Possivelmente, com participação de Adelson Viana, que toca teclado e sanfona no disco”, disse.

Para o artista, o momento atual é de contentamento. Afinal, Dança das Tulipas nasce com a qualidade técnica e musical, um disco que chega para enaltecer a música instrumental. Segundo Geraldo, o Brasil tem bons nomes na música instrumental e, em Teresina, ela vem engatinhando, apesar de ter grandes talentos. “Quem gosta e tem vontade faz música instrumental”, diz.

Com Dança das Tulipas sendo divulgado, Geraldo tem planos de fazer um show de lançamento oficial e planeja viajar por Brasília, Fortaleza e Rio de Janeiro. Além do disco, Geraldo comenta sobre o projeto do livro que começou a escrever o livro, que será publicado na gráfica da Edufpi.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar