Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Obra traz análise científica sobre a história de Jesus Cristo

Obra é plena de resultados científicos e de interpretação espiritual acerca dos estudos clássicos sobre a história e a identidade de Jesus Cristo.

Compartilhe

No terceiro volume de sua série “Origens Cristãs e a Questão de Deus”, N.T. Wright demonstra que os autores do Novo Testamento acreditavam em uma ressurreição corporal literal de Jesus Cristo, e não em uma ressurreição espiritual inventada posteriormente, e que sua crença é a melhor explicação da evidência disponível, em prejuízo dos dogmas naturalistas da mundivisão moderna: “Preferi expor as fontes primárias e deixá-las moldar o livro, ao invés de oferecer um longo “estado da questão” e permitir que ele dominasse o horizonte”, diz o autor.

O autor ainda explica que para saber o que aconteceu num dia particular, aproximadamente dois mil anos atrás, é preciso recorrer e examinar, uma ampla variedade de testemunhos, sendo alguns deles questionados pelos defensores de outras respostas à presente questão. Para expor uma pesquisa sobre o assunto, o autor escolheu alguns interlocutores e destacou sua impressão de que as próprias fontes primárias não são bem conhecidas, ou cuidadas e suficientemente estudadas. Este livro pretende remediar isso, sem apontar sempre os estudiosos que concordam ou discordam com as posições expostas na obra. N.T. Wright explica que sua intenção foi escrever tanto sobre as origens históricas do cristianismo, como as questões acerca de Deus.

O que aconteceu na manhã da Páscoa? Essa questão histórica, é o tema central dessa obra. De acordo com o autor é uma questão sobre o começo do cristianismo e porque ele tomou sua forma final. Questões sobre Deus faz parte da investigação: Quais eram as crenças dos primeiros cristãos sobre o “deus” de quem falavam? Qual a explicação sobre o ser e os atos deste “deus” eles ofereceram em seus primeiros dias, e de que forma essa explicação sustentava suas razões para continuarem existindo como um grande grupo depois da morte do seu líder?

No decorrer do livro, o autor trabalha a crença no “deus” dos patriarcas e profetas israelitas. A estrutura do livro é determinada pelas duas principais subquestões em que a questão principal se divide: o que os primeiros cristãos pensam ter ocorrido com Jesus, e o que é possível afirmar sobre a plausibilidade dessas crenças? A primeira dela é o assunto das partes II, III e IV e a segunda é tratada na parte V.

“Meu principal interesse aqui foi expor os argumentos que me parecem precisar urgentemente de uma clara exposição. Concebo este livro, diferentemente de seus predecessores, como essencialmente simples trabalho monográfico com uma única linha de pensamento. O estudo da maneira pela qual a ressurreição, negada pelos pagãos, mas afirmada por um bom número de judeus, foi tanto reafirmada quanto redefinida pelos primeiros cristãos. Tampouco uma variedade similar de material, parte da qual inacessível para muitos leitores, tornou-se acessível nesse sentido. Espero que o livro contribua para lançar luz sobre futuras discussões, assim como para o entendimento histórico e a fé responsável”, N.T. Wright.

N.T. Wright nasceu em 1948, é anglicano e foi Bispo de Durharn na Inglaterra até 2010. Ensinou Novo Testamento por vinte anos em Carnbrídge, Montreal e Oxford. Escreveu mais de 30 livros e atualmente é professor e pesquisador do Novo Testamento e do cristianismo primitivo no St Mary’s College, Universidade de St Andrews na Escócia.





Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar