Abad admite que futebol do Fluminense sofrerá mudanças

O futuro de Torres também é discutido.

A permanência de Abel Braga — que ao contrário de há dez dias, agora é vista como provável — não é um indicativo de que o futebol do Fluminense não passará por mudanças. O presidente Pedro Abad confirmou na reunião do Conselho Deliberativo, na terça-feira passada, que o departamento sofrerá modificações para 2018. Embora ele não tenha dado nomes, elas incluem à dupla Marcelo Teixeira e Alexandre Torres.

Gerente da base, Teixeira tem status de diretor de futebol, já que, hoje, todo o departamento está sob sua alçada. O executivo tem conversado com Abad e a tendência é que volte a focar no trabalho em Xerém e no Samorin, filial do Tricolor na Eslováquia. Confirmada a movimentação, abre-se um espaço no comando do futebol profissional. Ainda não se sabe quem irá preenchê-lo.

O futuro de Torres também é discutido. O gerente de futebol é criticado internamente, principalmente por não ter dividido a gestão do elenco com Abel da forma como se esperava. O que se comenta no clube é que outra pessoa assumirá esta função. Já o que acontecerá com o filho de Carlos Alberto Torres ainda não está definido.

As mudanças não se limitam à cúpula. O clube quer liberar jogadores com salários considerados altos. Mas isso vai depender do mercado. Caso surjam interessados, a diretoria não fará objeções.


Fonte: Com informações do Jornal Extra
logomarca do portal meionorte..com