Acusado de fraude, Cristiano Ronaldo é convocado a depor

Depoimento está marcado para o dia 31 de julho

Um juiz do Tribunal de Instrução de Pozuelo de Alarcón, na região metropolitana de Madri, convocou o atacante Cristiano Ronaldo a depor como investigado no próximo dia 31 de julho, após o craque do Real Madrid ter sido acusado de sonegar 14,7 milhões de euros da Fazenda Pública da Espanha.

O craque português terá que prestar depoimento na manhã da data marcada ao juiz que investiga o caso, segundo o Tribunal Superior de Justiça de Madri.

A Promotoria de Madri acusa Cristiano de criar uma estrutura de empresas para fraudar 14,7 milhões de euros de forma "consciente e voluntária". O atacante também é acusado de cometer quatro crimes contra a Fazenda Pública da Espanha entre 2011 e 2014.

Cristiano Ronaldo, em ação com Portugal na Copa das Confederações, na Rússia (Crédito: Reprodução)
Cristiano Ronaldo, em ação com Portugal na Copa das Confederações, na Rússia (Crédito: Reprodução)

O agente de Cristiano, o também português Jorge Mendes, será ouvido pelo no mesmo tribunal quatro dias antes do jogador. Mendes representa outros quatro atletas investigados por fraude fiscal e o técnico José Mourinho, que hoje se uniu à lista de acusados.

Mendes também é citado como acusado nas investigações de fraude fiscal contra o atacante colombiano Falcao García, atualmente no Monaco e ex-Atlético de Madrid, do lateral-esquerdo Fabio Coentrão, do Real Madrid, e de Ángel Di María e Ricardo Carvalho, ambos ex-companheiros de Cristiano no principal clube da capital.

Ministro espanhol diz que ninguém é criminoso até condenação

O ministro de Fazenda e Administração Pública da Espanha, Cristóbal Montoro, falou nesta terça-feira sobre as denúncias de fraude fiscal contra o atacante Cristiano Ronaldo e ressaltou que ninguém é criminoso até que seja condenado. No entanto, o ministro pediu que os casos envolvendo os jogadores de futebol sejam investigados de forma exemplar.

"É lógico que aqueles que geram mais recursos serão mais investigados. As atividades esportivas devem ser exemplares para toda a sociedade, devem ser especialmente escrupulosas em suas responsabilidades e obrigações pela repercussão social", indicou Montoro em um fórum realizado na Espanha.

Fonte: Com informações da Espn
logomarca do portal meionorte..com