Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Advogado diz que Bruno vai assinar contrato com clube nesta semana

“Ele e o clube vão ter que estar preparados para as críticas”.

Advogado diz que Bruno vai assinar contrato com clube nesta semana
bruno | Reprodução
Compartilhe
Google Whatsapp

O goleiro Bruno Fernandes, de 32 anos, está prestes a voltar a jogar em um clube de futebol, segundo seu advogado Lúcio Adolfo. Condenado pela morte de Eliza Samudio, o jogador deixou a prisão no último dia 24 de fevereiro, após conseguir uma liminar no Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com Adolfo, o atleta assina com seu novo time, cujo nome não foi revelado, ainda nesta semana.

“De hoje para amanhã (o contrato) já estará assinado. Eu não vou dizer o nome do clube porque me comprometi em manter segredo. Mas, assim que tiver tudo certo, vamos dar os detalhes”, disse o advogado nesta quinta-feira.

O goleiro pode definir sua volta aos gramados com o Paduano, clube de Santo Antônio de Pádua, município da Região Serrana do Rio de Janeiro. O time disputa a Série C do Campeonato Carioca a partir do dia 2 de julho. Segundo o diretor Adilson Faria, o clube foi "sondado" pelos advogados do goleiro.

“O Paduano foi procurado pelos advogados para ver se viabilizava um possível retorno do Bruno. Fomos sondados, fizemos contatos por telefone, mas ainda não tem nada certo, nada assinado. É uma contratação que parece firme, mas é complicada tanto para ele quanto para qualquer clube que ele for. Eu tenho que ver todo o aparato jurídico que envolve a situação”, explicou Faria, que acrescentou: “Ele e o clube vão ter que estar preparados para as críticas”.

Por conta da negociação de Bruno com um novo time, Lúcio Adolfo informou que deixou para a próxima semana o pedido de exame de DNA que pretende fazer para comprovar a paternidade de Bruninho, filho que o atleta teria tido com Eliza Samudio.

O goleiro Bruno ficou preso por seis anos. Depois de conceder a liminar para o jogador, o ministro Marco Aurélio Mello, do STF, admitiu que sua decisão não foi “politicamente correta”. No entanto, ponderou que o Judiciário deve cumprir as leis, mesmo que o clamor popular ecoe em outra direção.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Carregar os comentários (0)

comentários

fechar comentários
Nenhum comentário feito até o momento

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto