Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Agressão envolvendo Neymar expõe crise de jogadores brasileiros

Após derrota do PSG na final da Copa da França, jornal Le Parisien relata crise interna que envolve brasileiros, técnico Thomas Tuchel e jovens do elenco

Compartilhe
Google Whatsapp

Em meio à polêmica do soco no torcedor, risco de punição e sem qualquer objetivo maior na temporada a não ser readquirir o ritmo de jogo, Neymar viajou com a delegação do Paris Saint-Germain para entrar em campo nesta terça-feira. 

Três dias depois da perda do título da Copa da França no sábado passado, diante do Rennes, o craque vai entrar em campo pela terceira vez. Saído do banco de reservas no domingo retrasado, contra Monaco para o jogo seguinte à confirmação do título da Ligue 1, Neymar disputou os 120 minutos da final no último fim de semana, fez gol e deu assistência. 

Mas o que ele gaanhou fora de campo foi manchete. Além da agressão ao torcedor, suas declarações na zona mista repercutiram nos jornais do país. Em reportagem publicada nesta terça sob o título "As máscaras caem", o Le Parisien afirma que as críticas aos mais jovens do elenco do PSG foram direcionadas ao goleiro Areola e ao zagueiro Kimpembe. De acordo com a publicação, o comportamento dos dois depois da conquista do título da Copa do Mundo de 2018 pela seleção gaulesa desagradaria o brasileiro e também o técnico Thomas Tuchel.


- Eu sei o que Neymar quer dizer. A única coisa que posso dizer é que existem jogadores que gostam de ganhar e outros que odeiam perder. É muito diferente, porque todo mundo gosta de ganhar, mas apenas alguns jogadores odeiam perder. Precisamos de muito mais jogadores que odeiam perder e mostrar todos os dias - disse Tuchel na entrevista coletiva de segunda-feira, quando também criticou neymar pela agressão ao torcedor e ter exposto o problema interno do grupo, esclarecendo que não há crise de relacionamento entre o brasileiro e Mbappé.

A reportagem do Le Parisien tenta mostrar, por uma série de declarações de jogadores, que o elenco do PSG estaria rachado. Os jovens jogadores, por sua vez, acham que os brasileiros se beneficiam de tratamento diferenciado, de acordo com o jornal. Quem é citado também é o veterano lateral-direito Daniel Alves, de 35 anos, como uma das vozes contra a postura de alguns mais novos do time. "Eu tenho a sensação de que dentro do clube as pessoas não sabem... Eu sei como ganhamos e como perdemos. Eu quero ser escutado mais." disse Daniel Alves depois da final de sábado passado, em declaração reproduzida pelo jornal.

Reportagem do jornal Le Parisien com foto de Kimpembe e Neymar: As máscaras caem — Foto: Reprodução 

Até o fim da temporada, o PSG tem mais cinco jogos. Nem o técnico Thomas Tuchel é capaz de dizer como a crise pode se refletir em campo. "Eu não sei o que podemos esperar de nós" disse Tuchel.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×