Amanda Nunes está fora do UFC 213 após ser hospitalizada

Lutadora teria sofrido com o processo de corte de peso.

Uma grande bomba caiu no mundo do MMA neste sábado (8). Horas antes do UFC 213 ser realizado, a campeã Amanda Nunes foi retirada do card após passar mal e ser hospitalizada nesta manhã. Apesar das poucas informações sobre o ocorrido, a peso-galo (61 kg) teria sofrido com o processo de corte de peso e sido impedida de competir.

Sem conseguir recuperar o peso da maneira correta após a pesagem oficial, a atleta, que sentia perda de força ao longo da semana, se sentiu fraca nesta manhã, conversou com os médicos e, após alguns exames, foi orientada a deixar o evento.

Dona do cinturão, Amanda herdou a vaga do main event após Cody Garbrandt, campeão dos galos, ser cortado do duelo contra TJ Dillashaw após não se recuperar de uma lesão nas costas. E com a retirada da luta entre Amanda e Valentina Shevchenko, caberá agora a Yoel Romero e Robert Whittaker lideraram o show no ginásio T-Mobile Arena, em Las Vegas (EUA).

A disputa vale o cinturão interino dos pesos-médios (84 kg), e ao vencedor caberá o direito de encarar Michael Bisping em duelo pela unificação dos postos de campeão do UFC. Com a mudança, o UFC alterou seu horário de início para às 20h (horário de Brasília).

Através de sua conta no Instagram, Dana White, presidente do UFC, confirmou que a brasileira está fora e revelou que Joanna Jedrzejczyk implorou para substituir Amanda e encarar Valentina, atleta que a venceu em três oportunidades no muay thai. No entanto, vale lembrar que a Comissão Atlética de Nevada não poderia chancelar tal de última hora sem que os requisitos exigidos como pesagem e testes antidoping ao longo da semana tivessem sido realizados.

Fonte: Ag. Fight