Árbitro de vídeo ainda não tem data para 'estrear' no Brasileirão

Tecnologia só foi usada uma vez em partidas oficiais no Brasil

O chamado "árbitro de vídeo" foi acionado cinco vezes na primeira rodada da Copa das Confederações, e serviu para rever a marcação de três gols. Por aqui, no mesmo fim de semana, quatro jogos do Campeonato Brasileiro tiveram erros de arbitragem em lances de gol, mas sem o auxílio do monitor prevaleceu a decisão (equivocada) dos homens do apito.


Por ora, a tecnologia só foi usada uma vez em partidas oficiais no Brasil. Foi no primeiro jogo da final do Campeonato Pernambucano, no mês passado, entre Sport e Salgueiro. Na ocasião, o árbitro José Washington da Silva solicitou o auxílio das imagens em um único lance - um pênalti marcado nos acréscimos.

A CBF confirmou nesta segunda-feira ao Estado que o árbitro de vídeo será usado também no jogo de volta em Pernambuco, no próximo dia 28. "O árbitro de vídeo chegará ao Brasileirão, pois é o principal campeonato do País, mas todos os passos devem ser dados de acordo com o protocolo aprovado junto à Fifa", afirmou Sérgio Corrêa, coordenador do projeto no Brasil.


Fonte: i