Árbitro de vídeo no Brasileirão será uma lambança, diz Cuca

Gol de Jô fez com que a CBF tomasse providências

A decisão da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) de utilizar o árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro segue causando polêmica. O técnico Cuca foi enfático e afirmou que a decisão será uma “lambança”. Além disso, o treinador questionou a mudança de regra no decorrer da competição.“Vai ser a maior lambança, porque não estão preparados. Eu posso pedir? O meu capitão pode pedir? Só o juiz? Quantos pedidos? E qual o critério? Um árbitro de vídeo entrar faltando 15 rodadas por que teve um erro crasso na última? Espera para o ano que vem. Como vai fazer algo que não tem regra. E o tempo? Pode jogador pressionar o árbitro nessa hora ou vai dar cartão? Qual a regra? Tem tudo para ser uma lambança ainda pior”, disse o comandante.


O gol irregular de Jô neste domingo, contra o Vasco, em Itaquera, fez com que o presidente da CBF, marco Polo Del Nero impusesse a utilização do árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro “o mais rápido possível”. A comissão de arbitragem agora corre contra o tempo para deixar toda a estrutura preparada a tempo do início da 25ª rodada, neste fim de semana.

“Vamos torcer para esclarecer as regras, porque cada um quer o que é seu de direito. O árbitro de vídeo vai ter só no jogo grande, da TV, ou no pequeno também, que é tão importante quanto. Isto custa caro, mas precisa ter nos 10 jogos, senão…”, completou Cuca.

Um dos questionamentos do treinador, sobre quais partidas terão o uso da tecnologia, já foi respondido pelo Coronel Marinho, chefe da comissão de arbitragem. Segundo o dirigente, nem todas os jogos terão o uso do árbitro de vídeo.

 (Crédito: Gazeta Esportiva)
(Crédito: Gazeta Esportiva)


Fonte: FootStats
logomarca do portal meionorte..com