Atacante Fred é apresentado como novo reforço do Cruzeiro

Após 12 anos, Fred retorna para o Cruzeiro e diz realizar sonho

O atacante Fred, 34 anos, foi apresentado pelo presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá que iniciou falando "o bom filho à casa torna". Em seguida, o jogador que retorna ao Cruzeiro 12 anos depois, disse que vai realizar um sonho em retornar ao clube e de estar atuando pelo time do coração. Ele vestirá a camisa 9 do time.

- Para mim, está sendo motivo de muita alegria, acho que, quando o Itair ligou para o meu representante, fizeram o primeiro contato, já foi um motivo de satisfação enorme. Considero essa vinda como milagre de Deus. A gente faz planos, mas a resposta vem de Deus. Ele é tão cuidadoso, que acaba realizando nossos sonhos. Graças a Deus, é uma alegria a oportunidade de vestir a camisa, que é o time do meu coração. Joguei no Fluminense por 8 anos, tive uma história bonita lá. Desde aquela época, já falava que o time era o Cruzeiro. Todos os clubes que passei, tenho bom relacionamento, sou grato aos clubes por onde passei. Vou correr atrás para que as coisas voltem ao normal, conquistar títulos, estou muito confiante em fazer parte desse plano maravilhoso.

Fred é apresentado como novo contratado do Cruzeiro (Crédito:  Guilherme Macedo)
Fred é apresentado como novo contratado do Cruzeiro (Crédito: Guilherme Macedo)


Na passagem pelo Cruzeiro, entre 2004 e 2005, o jogador fez 71 partidas e marcou 56 gols. No ano passado, defendeu o rival Atlético-MG. Perguntado sobre a situação de sair do clube alvinegro e ir para o azul e branco, ele disse que não foi tão fácil.

- Graças a Deus, estou de volta para a casa, para o meu time. Um processo não só complicado para o torcedor, mas para mim também. Eu, que sempre declarei (ser torcedor do Cruzeiro), foi difícil para todos nós. Dentro do nosso ambiente profissional, isso acaba sendo natural (jogar nos rivais). Não fui o primeiro e nem serei o último a fazer isso. Agora é um processo de voltar ao normal, precisa de tempo. A minha relação com a torcida é dentro de campo, com gols, entrega. Com poucos jogos, todo mundo vai cantar a minha música que me emociona e emociona a família inteira

"Com poucos jogos, todo mundo vai cantar a minha música que me emociona e emociona a minha família inteira"

Segundo Fred, em outros momentos da carreira e principalmente quando estava com a camisa do Fluminense, houve tentativas de retorno ao Cruzeiro, mas nunca nenhuma foi bem sucedida.

- Já tinha tentado algumas vezes. Fui no sentido contrário a negociações do futebol. Algumas vezes tentando a volta, sempre tive a oportunidade, umas três, quatro vezes, chegou a ter alguma coisa entre os clubes, principalmente quando estava no Fluminense. Agora, as coisas naturalmente surgiram, o Itair entrou em contato. Eu já estava praticamente de malas prontas para ir para o exterior, tudo bem encaminhado, com passagem marcada, quando pintou a oportunidade. Centralizei minhas forças no Cruzeiro. Todo mundo sabia o desejo no meu coração. Quando sentei para conversei, foram 30 minutos para resolver o negócio. Foi um negócio muito simples em fazer.

Fred ainda comentou sobre a multa envolvendo sua rescisão com o Atlético, que chega aos R$ 10 milhões, e o Cruzeiro afirma ter parceiros para pagar o valor. Segundo o jogador, a situação ficou boa para ele e para a Raposa.

Fred é apresentado como novo contratado do Cruzeiro (Crédito:  Guilherme Macedo)
Fred é apresentado como novo contratado do Cruzeiro (Crédito: Guilherme Macedo)

A questão da multa foi relacionada entre as partes resolvidas. Na parte contratual, eu não participo. Foi algo para impedir a minha vinda para cá, mas acabou que entramos em acordo com o Itair e o Wagner, com a parte jurídica. Fizemos um acordo, foi interessante para mim e para o Cruzeiro.

Fred assina por três temporadas com o Cruzeiro e também terá os salários pagos com a ajuda do clube mineiro. O jogador prometeu que vai "dar a vida" para fazer gols pelo Cruzeiro.

- Vou dar a vida para fazer gols, principalmente na estreia, diante do tupi, na minha torcida, e pesou o coração, a camsia, e principalmente o grupo a torcida, vários fatores. Não olhei só a libertadores, porque apesar de ser a competição mais importante, e a gente vai entrar forte, não só objetivo nosso e da torcida, o pacote inteiro teve abraçar e ser feliz.



Fonte: globoesporte.com
logomarca do portal meionorte..com