Nesta quarta-feira, em jogo válido pela 12ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG jogou com o Ceará e ficou no 0 a 0, na Arena Castelão. 

Jogando em casa, no primeiro tempo, o Ceará teve mais a bola nos pés. A falha técnica da equipe cearense estava no chamado "último passe".

O Atlético, por sua vez, apostava em transições rápidas.Nesse contexto, o galo criou chances com Rubens e Hulk, duas vezes, porém com pouca efetividade.

Jogo acabou no empate o que não deu bom resultado para os times - (Foto: Caio Ricard )Jogo acabou no empate o que não deu bom resultado para os times - (Foto: Caio Ricard )

Poucos espaços

Ao contrário das partidas anteriores, com mais homens no meio-campo, Otávio, Guilherme Castilho, Nacho Fernández e Rubens, na primeira etapa, o time de Turco Mohamed cedeu poucos espaços. 

Veio o segundo tempo. Enquanto o Ceará era o detentor da posse de bola na maioria do tempo, o Atlético-MG escolhia "esperar". Assim houve, pouca efetividade ofensiva de ambas as equipes. Na reta final, apesar de mais presentes no campo de ataque, nem Atlético-MG nem Ceará conseguiram o gol.