O Botafogo conquistou grande vitória ao bater o Flamengo por 1 a 0 neste domingo, em Brasília, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, os alvinegros chegaram a oito pontos e assumiram a quinta posição na tabela. Já os rubro-negros seguem com cinco, na 14ª colocação.

A pressão sobre o técnico do Flamengo aumentou. Paulo Sousa vem sendo questionado por resultados e desempenhos na temporada, mas a diretoria carioca ainda não se pronunciou sobre a situação do português.

Na próxima rodada, o Flamengo viaja para enfrentar o Ceará, no sábado, no Castelão. No dia seguinte, o Botafogo recebe o Fortaleza, no Nilton Santos.

Botafogo vence Flamengo no Brasileirão e deixa clima tenso com Paulo Sousa (Foto: Vitor Silva / Botafogo)Botafogo vence Flamengo no Brasileirão e deixa clima tenso com Paulo Sousa (Foto: Vitor Silva / Botafogo)

O Botafogo surpreendeu e começou a partida com uma postura ofensiva. No entanto, os alvinegros pouco incomodaram o goleiro Hugo. Na primeira boa investida, o Flamengo quase abriu o placar, aos 13 minutos. Willian Arão aproveitou cruzamento e cabeceou para o gol. Gatito Fernández fez grande defesa, vendo a bola bater na trave e voltar para si.

O lance animou os rubro-negros, que passaram a ter o controle da partida. O Flamengo criou outra chance de marcar aos 23 minutos. Em avanço rápido, Ayrton Lucas tocou para Gabigol na área. O atacante tocou na saída de Gatito Fernández, mas Victor Cuesta apareceu para salvar os alvinegros antes da linha. Depois, Gabigol balançou as redes, mas o gol foi anulado após análise do VAR.

O Botafogo melhorou na reta final. Tanto que ao 40 minutos, os alvinegros tiveram sua primeira chance. Erison passou por dois marcadores e chutou para boa defesa de Hugo. Só que o Flamengo manteve o domínio e respondeu com Bruno Henrique, que parou em Gatito Fernández. Assim, o clássico seguiu empatado até o intervalo.

No segundo tempo, o Flamengo voltou melhor e desperdiçou boas oportunidades. Só que aos cinco minutos, Erison aproveitou erro de Willian Arão, ficou com a bola e chutou da entrada da área e ainda contou com falha de Hugo, que espalmou para a própria rede.

Erisson comemora gol marcado contra o Flamengo (Foto: Vitor Silva / Botafogo)Erisson comemora gol marcado contra o Flamengo (Foto: Vitor Silva / Botafogo)

O Flamengo aumentou a intensidade no ataque e quase empatou em seguida, com Bruno Henrique. Gatito Fernández fez mais uma boa defesa. Depois, Gabigol assustou em chute de dentro da área.

Os rubro-negros mantiveram a pressão e quase marcou aos 34 minutos, com Lázaro. O meia finalizou colocado para grande defesa de Gatito Fernández. O Botafogo respondeu aos 42 minutos, em chute de Diego Gonçalves, que parou em Hugo.

Botafogo vence Flamengo no Brasileirão e deixa clima tenso com Paulo Sousa (Foto: Vitor Silva / Botafogo)Botafogo vence Flamengo no Brasileirão e deixa clima tenso com Paulo Sousa (Foto: Vitor Silva / Botafogo)Botafogo vence Flamengo no Brasileirão e deixa clima tenso com Paulo Sousa (Foto: Vitor Silva / Botafogo)

Nos minutos finais, o clássico ficou aberto. O Flamengo se lançou ao ataque, mas passou a sofrer com os contra-ataques do Botafogo. Os rubro-negros tiveram duas chances, mas pararam em grandes defesas de Gatito Fernández. David Luiz ainda perdeu oportunidade incrível, que decretou a vitória alvinegra em Brasília.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 0 X 1 BOTAFOGO

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)

Data: Domingo, 8 de maio de 2022

Horário: 11h00 (Brasília)

Árbitro: Anderson Daronco (RS-Fifa)

Assistentes: Bruno Boschilla (PR-Fifa) e Rafael da Silva Alves (RS-Fifa)

VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

Renda: R$ 4.800.370,00

Público: 54.981

Cartões amarelos: Andreas Pereira (Flamengo); Saravia, Daniel Borges e Luís Oyama (Botafogo)

GOL

BOTAFOGO: Erison, aos 5min do segundo tempo

FLAMENGO: Hugo, Isla (Rodinei), Willian Arão, David Luiz e Filipe Luis (Ayrton Lucas); Thiago Maia (João Gomes), Andreas Pereira (Lázaro) e Arrascaeta; Everton Ribeiro, Gabigol e Bruno Henrique

Técnico: Paulo Sousa

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Renzo Saravia (Hugo), Kanu, Víctor Cuesta e Daniel Borges; Luís Oyama, Tchê Tchê, Lucas Fernandes (Romildo) e Gustavo Sauer (Diego Gonçalves); Victor Sá e Erison (Matheus Nascimento)

Técnico: Luís Castro

Fonte: Gazeta Esportiva