Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Brasil ganha três medalhas de bronze no judô

Beatriz Souza e Maria Suelen Altheman foram ao pódio no domingo

Brasil ganha três medalhas de bronze no judô
Beatriz Souza e Maria Suelen Altheman faturam mais dois bronzes para o Brasil em Budapeste | Divulgação/CBJ
Compartilhe

O judô brasileiro voltou ao pódio do Grand Slam da Hungria no último dia de competição, no domingo, com uma dobradinha no pesado feminino. Maria Suelen Altheman e Beatriz Souza conquistaram as duas medalhas de bronze da categoria e faturaram mais 500 pontos no ranking mundial classificatório para os Jogos Olímpicos de Tóquio, adiados para 2021. Com a medalha de Willian Lima (66kg) conquistada na sexta-feira, o Brasil fechou sua participação no primeiro evento pós-paralisação com três medalhas de bronze. Informações do site Terra

Beatriz Souza e Maria Suelen Altheman faturam mais dois bronzes para o Brasil em Budapeste

Beatriz e Maria Suelen protagonizam, neste ciclo, uma das disputas mais acirradas pela vaga olímpica de Tóquio 2020. Atualmente, Suelen está em 5º e Bia em 6º no ranking mundial, com uma diferença de apenas 142 pontos entre elas. O bronze do Grand Slam vale 500 preciosos pontos nessa corrida.

O equilíbrio dessa disputa foi visto neste domingo no tatame da Laszlo Papp Arena, em Budapeste, na competição que marcou o retorno das competições internacionais de judô. Ambas tiveram o mesmo desempenho nas preliminares: venceram duas lutas por ippon, foram as melhores de suas chaves e chegaram às semifinais. Aí, encaram suas primeiras derrotas. Suelen levou três punições contra duas da tunisiana Nihel Cheikh Rouhou e Bia foi projetada por ippon pela turca Kayra Sayit e, assim, foram para a disputa de bronze.

A primeira medalha veio com Beatriz, que venceu Larisa Ceric, da Bósnia, com um waza-ari. Em seguida, Maria Suelen projetou Rochele Nunes, sua antiga companheira de seleção brasileira que hoje luta por Portugal, e marcou o ippon para também subir ao pódio.



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar