Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Caso Gerson: Polícia abre inquérito para apurar racismo em partida

Gerson será ouvido nesta segunda-feira (21) e outros envolvidos serão convocados a depor sobre o caso.

Compartilhe

Um inquérito policial foi aberto pela Polícia Civil do Rio de Janeiro para apurar a denúncia do atleta do Flamengo, Gerson Santos, de injúria racial durante o jogo contra o Bahia, na tarde deste domingo (20). O jogador acusa o meia Ramírez de lhe dizer 'cala a boca negro' durante a vitória  rubro-negra por 4 a 3 sobre o Tricolor.

Gerson será ouvido nesta segunda-feira (21) e outros envolvidos serão convocados a depor sobre o caso. A investigação ficará a cargo da  Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (DECRADI). 

A Confederação Brasileira de Futebol solicitou ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva a abertura de investigação. A entidade prometeu enviar ao tribunal a súmula da partida com o registro da denúncia de Gerson. 

SERGIO MORAES / REUTERS 

Relembre o caso

O Flamengo venceu o Bahia por 4 a 3, neste domingo, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas as polêmicas aconteceram após Gerson deixar o gramado reclamando de uma injúria racial do atleta colombiano Juan Pablo Ramirez , do Bahia. O fato ocorreu aos 7 minutos do segundo tempo, quando o Flamengo vencia por 2 a 1. Nas imagens, é possível ver Gerson inconformado e tirando satisfação com o atleta colombiano. Na hora, o volante do  Flamengo contestou os atletas do Bahia sobre a declaração afirmando que  "foi chamado de negro" .

 O vice-presidente jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee de Abranches, afirmou que o clube irá ao Superior Tribunal de Justiça (STJD) contra o atleta e ao técnico Mano Menezes. "Além de apoiar o Gerson na esfera criminal, o Flamengo representará ao STJD contra o atleta que ofendeu racialmente o  Gerson, assim como o fará contra o Mano Menezes, que apoiou a ofensa racial e chamou de malandragem. Temos que banir o racismo da nossa sociedade", escreveu Dunshee.

 

 

 

 

 


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar