Ceará e Flamengo fizeram boa e equilibrada partida no Castelão. No primeiro tempo, as duas equipes tiveram poucas chances, até que, aos 31, Vina abriu o placar do jogo para o Ceará. 

O Flamengo ensaiou uma pressão antes do intervalo, mas não conseguiu marcar. Na volta para o segundo tempo, foi o Vozão quem mais criou perigo, mas foi Vitinho, aos cinco, que anotou. A partir daí, o jogo ficou lá e cá, com chances para os dois lados, mas sem bola na rede.

Flamengo e Ceará empatam pelo Brasileirão/ Foto: GEFlamengo e Ceará empatam pelo Brasileirão/ Foto: GE

Os vários desfalques - nove baixas ao todo, sendo quatro titulares - obrigaram Renato Gaúcho a colocar em campo um Flamengo modificado, e as escolhas não funcionaram na etapa inicial. Vitinho e Michael, nas vagas de Arrascaeta e Bruno Henrique, não deram ao time o mesmo volume de jogo. O camisa 11 ainda criou um ou outro lance de perigo com Gabigol, mas o lado esquerdo, com Michael, não foi eficiente, apesar do apoio constante de Filipe Luís por ali.

Do outro lado, o Ceará contou com a volta de Vina. Se conseguiu minimizar as ações ofensivas do Flamengo, o time de Guto Ferreira ainda conseguiu explorar as fragilidades defensivas do rival. Ao forçar o chutão de Diego Alves, o Vozão aproveitou os seguidos para chegar até a área e abrir o placar com o meia - que foi "largado" por Bruno Viana e recebeu sem marcação de Fernando Sobral.

A partir do gol, o Flamengo foi mais agressivo, mas não finalizou uma vez na direção certa. Foram oito chutes para fora - dois de Gabi e quatro de Vitinho.