O técnico Rogério Ceni inicia nesta sexta-feira a preparação do São Paulo para enfrentar o Flamengo, domingo, no Morumbi, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. E o comandante tricolor terá de decidir nesses próximos dias quem formará o ataque da equipe contra um dos adversários mais difíceis da competição.

Com a volta de Rigoni, suspenso na última rodada, todos os principais atacantes estarão à disposição de Rogério Ceni para a partida contra o Flamengo. Como vem apostando em uma dupla ofensiva, o treinador são-paulino deverá deixar pelo menos um de seus renomados jogadores no banco de reservas.

Contra o Bahia, chegou a ser cogitada a possibilidade de Luciano, Calleri e Rigoni formarem um trio de ataque, mas Ceni foi mais conservador, deixando Calleri na reserva pelo fato de ter se recuperado recentemente de um edema na coxa direita.

Todos os principais atacantes estarão à disposição de Rogério Ceni para a partida contra o Flamengo. (Foto: saopaulo.blog) Todos os principais atacantes estarão à disposição de Rogério Ceni para a partida contra o Flamengo. (Foto: saopaulo.blog)

Agora, contra o Flamengo, o centroavante argentino já estará mais seguro em relação a sua condição física, e Rigoni, pelo seu papel decisivo, deve voltar a ser titular. Desta forma, Luciano corre grande risco de não começar entre os 11, até porque a fase que atravessa não é das melhores.

Sem balançar as redes há dez jogos, Luciano ainda conta com o apoio da maioria da torcida, mas precisa voltar a corresponder. Sem conseguir se destacar nos últimos compromissos do São Paulo, o jogador começa a perder espaço para a concorrência e se vê na obrigação de dar uma resposta.

Fica de consolo o fato de Luciano estar habituado a se dar bem contra o Flamengo. No ano passado, o atacante marcou gols em três dos quatro jogos que disputou contra a equipe carioca, balançando as redes quatro vezes.