Chefe da Mercedes afirma que deve uma cerveja a Massa após vitória

Felipe Massa, da Williams, não facilitou para Sebastian Vettel

Felipe Massa, da Williams, não facilitou para Sebastian Vettel, da Ferrari, e acabou ajudando Valteri Bottas a vencer o GP da Rússia, no último domingo. Com o no lugar mais alto do pódio, Toto Wolff, chefe da Mercedes, foi descontraído nas declarações pós-corrida e agradeceu ao brasileiro.


Retardatário na última volta, Massa não deu passagem a Vettel na curva 3 e manteve o alemão na segunda colocação. Em tom de brincadeira, Wolff exaltou a "ajuda" do piloto da Williams e reafirmou a dificuldade de enfrentar a Ferrari.

"Não estava fácil lutar contra a Ferrari, e obviamente, outra vez, o tráfego foi um problema. Isso, às vezes, funciona contra nós e, às vezes, como com Felipe - muito obrigado, eu terei que lhe comprar uma cerveja - a nosso favor. Mas é assim que funciona", declarou.

Toto Wolff, chefe da Mercedes
Toto Wolff, chefe da Mercedes

A atitude de Felipe Massa, no entanto, não rendeu somente elogios. Segundo colocado no quarto GP da temporada, Sebastian Vettel criticou o brasileiro através do rádio comunicador e, inclusive, mostrou o dedo do meio ao adversário durante a corrida.

Wolff também comentou que Bottas teve um problema nos pneus e ficou muito próximo de perder a ponta. No fim da corrida, Vettel estava com composto mais novo e ganhou bastante velocidade.

"Ele travou ambos os pneus dianteiros e nossas análises de corrida mostraram que foi um dano bastante severo para os pneus, o que prejudicou seu desempenho", apontou o chefe da escuderia. "Mas ele se manteve bem e seu ritmo ainda era bom o suficiente. O setor 1 era muito bom, mas mesmo no setor 2 ele conseguia lutar também - sempre que perdia um décimo ali, recuperava na volta seguinte", completou.

Fonte: Terra