Cirurgia para fixar tornozelo de Follmann é realizada com sucesso

O procedimento feito no jogador da Chapecoense foi uma fusão óssea

Submetido a uma artrodese do tornozelo esquerdo, na tarde de segunda-feira, goleiro Jackson Follmann passa bem após a cirurgia ser realizada com sucesso. O procedimento feito no jogador da Chapecoense foi uma fusão óssea da articulação, onde foi usada uma haste intramedular para a fixação do tornozelo.

Image title

A operação durou cerca de três horas e foi realizada pelo médico ortopedista da equipe, Carlos Henrique Mendonça, além dos médicos cooperados da Unimed Chapecó, Marcos André Sonagli e Alexandre Bernardi (ortopedistas), e Gustavo Colonheze (cirurgião plástico).

Conforme o comunicado do hospital, a equipe ainda revisou novamente o coto de amputação da perna direita do goleiro, que se encontra em franco processo de cicatrização, sem sinais de processo infeccioso evidente.

Follmann é o único sobrevivente da tragédia com a delegação da Chapecoense que ainda segue no hospital. O avião da LaMia que levava os jogadores e jornalistas brasileiros para a Colômbia caiu em 29 de novembro. Das 77 pessoas a bordo, 71 morreram, incluindo 19 jogadores da Chapecoense.

Dos seis sobreviventes, quatro eram brasileiros, três deles jogadores - o lateral Alan Ruschel, o goleiro Jackson Follmann e o zagueiro Neto – e um jornalista, o catarinense Rafael Henzel.

Fonte: Com informações do Jornal Extra