Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

COI quer anunciar Olimpíadas entre julho e agosto de 2021

Ideia é realizar Jogos Olímpicos exatamente um ano após a data inicialmente marcada

Compartilhe

Dois dias após definir o adiamento das Olímpiadas de Tóquio para 2021, na última terça-feira, o Comitê Olímpico Internacional (COI) trabalha agora com a ideia de, em até um mês, anunciar as novas datas dos Jogos Olímpicos. Uma força tarefa da entidade espera que o megaevento ocorra entre julho e agosto de 2021, exatamente um ano depois do período original. A informação é do jornal japonês Yomiuri Shimbun e foi confirmada pelo inglês The Telegraph. Informações do Ge.

"Nós queremos fechar as datas em quatro semanas mais ou menos", afirmou John Coates, chefe da comissão de coordenação dos Jogos Olímpicos de Tóquio e membro do COI.

Avião sobrevoa o Estádio Nacional de Tóquio — Foto: Kyodo/via REUTERS

Avião sobrevoa o Estádio Nacional de Tóquio — Foto: Kyodo/via REUTERS

Também presidente do Comitê Olímpico Australiano, Coates disse que as novas datas para as Olimpíadas vão ser marcadas mesmo que ocorram conflitos com o Mundial de Esportes Aquáticos, programado para ocorrer entre o dias 16 de julho e 1 de agosto de 2021, em Fukuoka, também no Japão, e o Mundial de atletismo, que será entre 6 e 15 de agosto do ano que vem, em Eugene, nos Estados Unidos.

A previsão de Tóquio 20202 era de que 11 mil atletas, de pelo menos 204 países, disputassem os Jogos, distribuídos por 33 esportes. Se não bastasse esse contingente de pessoas, o COI e o Comitê Organizador do Japão tinham por estimativa que as provas recebessem até cinco milhões de espectadores de todo o mundo, nos 43 locais de disputas.

Yoshiro Mori, ex-primeiro ministro e atual presidente do Comitê Organizador Tóquio 2020 falou dos desafios que o Japão irá enfrentar para a realização dos Jogos em uma data diferente.

- Em suma, o que estamos trabalhando há sete anos chegou a um ponto crítico quando estava prestes a começar. E agora temos que reconstruí-lo novamente. Vamos ter que remontar em seis meses o que fizemos em sete anos, por isso será difícil. Tomar decisões sem problemas será crucial - disse Mori.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar