Com dois gols, Internacional vence Santa Cruz que fica no Z-4

D’Alessandro foi o responsável pelos dois gols do Inter

O Inter anda a passos largos para o retorno à elite do futebol brasileiro. E é pouco incomodado. Na tarde deste sábado, a vítima foi o Santa Cruz. Comandado por D’Alessandro, que fez os dois gols, o Colorado venceu os pernambucanos por 2 a 0 no Beira-Rio e se manteve na liderança isolada da Série B. Agora já são 10 triunfos em 11 jogos. De quebra, jogou o adversário para o pântano da zona de rebaixamento.

A vitória mantém o Inter na liderança da Série B, com 54 pontos. Na terça-feira, vai a Curitiba enfrentar o Paraná, às 20h30. Já o Santa cai para a 18ª posição, com 29, a dois do primeiro time fora da zona do rebaixamento. Os pernambucanos entram em campo somente no sábado, dia 7, às 19h, contra o América-MG, no Arruda.

O aviso de que a tarde seria de muito trabalho para a defesa do Santa Cruz veio logo no primeiro minuto de jogo, quando Leandro Damião aproveitou uma confusão na área para finalizar na saída de Julio Cesar. O goleiro fechou bem a finalização, que bateu em seu peito. Aos oito, Pottker chegou à linha de fundo pela direita, tentou o corte sobre Guilherme Mattis, mas, no carrinho, o zagueiro tocou a bola com a mão: pênalti. D’Alessandro foi para a bola e deslocou Julio Cesar para abrir o placar.


O Santa Cruz só chegou com perigo aos 33, em chute de André Luís à esquerda de Danilo Fernandes. Aos 39, Damião tabelou com Edenílson e saiu na cara do gol, mas Julio Cesar saiu bem mais uma vez e afastou. Aos 43, a defesa do Santa bateu cabeça, e a bola respingou de novo para Leandro Damião. Julio Cesar salvou, agora com o pé.

Mudou o tempo, mas não o desenho da partida. Aos 13 minutos da etapa final, Julio Cesar trabalhou de novo ao bloquear finalização de Pottker. Camilo entrou aos 18 e, aos 25, carimbou a trave do Santa Cruz. No lance seguinte, conduziu a bola pela esquerda, aguardou a passagem de D’Alessandro e passou ao camisa 10. O argentino deixou o marcador na saudade com um corte seco e mandou no canto esquerdo de Julio Cesar: Inter 2 a 0.

O Santa Cruz tentou diminuir em chute de fora da área de Ricardo Bueno que Danilo Fernandes bateu roupa. No rebote, André Luís chutou em cima do goleiro. Na terceira chance, novamente com Bueno, Danilo finalmente mandou para escanteio. O Inter chegou a fazer o terceiro, com Edenílson, aos 43, mas o volante estava impedido. Estava liquidada a fatura no Beira-Rio.

A vitória colorada pode ser colocada na conta de D’Alessandro. Com um gol de pênalti no primeiro tempo e uma pintura no segundo, o argentino voltou a marcar duas vezes na mesma partida após 527 dias. Em 21 de abril de 2016, teve a mesma façanha na vitória por 4 a 3 do River Plate sobre o Trujillanos, da Venezuela, pela fase de grupos da Libertadores. Foi substituído aos 36 minutos e saiu de campo ovacionado pela torcida.

O Santa Cruz tentou se impor diante do líder da Série B. Mas sofreu. Criou poucas chances de gol e ainda viu em seu goleiro o salvador de uma goleada histórica. Julio Cesar fez ao menos cinco defesas difíceis no Beira-Rio. Apesar de ter sido vazado por D’Alessandro, venceu os duelos com os atacantes Leandro Damião e William Pottker. A Cobra Coral está de volta à zona de rebaixamento.


Fonte: globoesporte.com
logomarca do portal meionorte..com