Comissão reconsidera e libera lutadora com Silicone para o UFC 210

A Comissão reconsiderou e aunciou que o combate iria acontecer

Uma luta do card principal do UFC 210 correu sério risco de não acontecer. Logo após a pesagem desta sexta-feira (7), a estreante Pearl Gonzalez foi retirada do confronto contra Cynthia Calvillo pelo fato de ter implantes de silicone nos seios.

Mais tarde, no entanto, a Comissão Atlética de Nova York reconsiderou a decisão e anunciou que o combate iria acontecer.

"Depois de considerar cuidadosamente e ter uma conversa com os responsáveis pelo tratamento de Pearl Gonzalez, a Comissão determinou que a senhorita Gonzalez é medicamente apta a participar do UFC 210, evento realizado em Buffalo, em Nova York, diz a nota oficial.

Pearl Gonzalez foi liberada após polêmica com silicone
Pearl Gonzalez foi liberada após polêmica com silicone


Em seu Twitter, Dana White criticou a informação de que Pearl havia sido cortada e também confirmou a realização do combate. "Parem de escutar sites e o que quer que seja. Se você não ouviu de nós, provavelmente não é verdade. Essa luta vai acontecer", escreveu.

De acordo com as normas da Comissão Atlética de Nova York, lutadores de boxe e MMA não podem competir com implantes de silicone devido ao risco de ruptura, o que poderia acarretar riscos à saúde dos competidores.

O combate entre Cynthia Calvillo e Pearl Gonzalez será o terceiro combate do card principal do UFC 210. Mais cedo nesta sexta-feira (7), as duas bateram o peso da categoria dos palhas feminino.

Fonte: Uol
logomarca do portal meionorte..com