Conca peita Zé Ricardo, falta a treino e pode deixar o Flamengo

Argentino se sente preparado para estrear, mas, não tem espaço

A paciência de Conca acabou. Apresentado pelo Flamengo em 11 de janeiro, o craque argentino já se sente pronto para estrear e não esconde a frustração por ainda não ter sido nem mesmo relacionado para o banco de reservas.

O aborrecimento atingiu seu mais alto grau na última sexta-feira, quando Conca, em uma conversa reservada, pediu ao técnico Zé Ricardo que o escalasse para o clássico de domingo, diante do Botafogo, em Volta Redonda. Não foi atendido. E, decepcionado, faltou ao treino de sábado. Por causa disso, foi notificado pelo Flamengo.

Na conversa com o treinador, Conca, que somente receberá do clube a parte mais substancial do seu salário quando começar a jogar, cobrou uma definição a respeito de sua situação. Disse a Zé Ricardo que se sentia pronto e confiante. E ouviu do treinador que, com outros três jogadores (Diego, Everton e Ederson) voltando de lesão, ele seria o quarto a ter vez.

Conca faltou ao treino de sábado  (Crédito: Reprodução)
Conca faltou ao treino de sábado (Crédito: Reprodução)

O argentino não gostou da resposta. Chegou de graça e, agora, vê o clube engordar a conta bancária com Vinicius Junior, além de abrir o cofre para trazer Éverton Ribeiro.

Nesta segunda-feira, o ultimato. Após o jogo-treino contra o Mesquita, no Ninho do Urubu, o argentino espera ouvir da comissão técnica no fim da tarde que será relacionado para a partida de quarta-feira, contra o Sport, na Ilha do Retiro. Ou sua estreia no Flamengo talvez jamais aconteça.

Conca tem contrato com o Shangai SIPG, e está emprestado até 31 de dezembro de 2017 ao Flamengo, que lhe ofereceu estrutura para a recuperação de uma delicada cirurgia no joelho esquerdo a que se submeteu quando jogava na China.

Fonte: Com informações do Extra
logomarca do portal meionorte..com