SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O príncipe-herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed Bin Salman, resolveu presentear os jogadores pela histórica vitória sobre a Argentina, por 2 a 1, em estreia na Copa do Mundo do Qatar 2022. Segundo o portal "Saudi News", o monarca dará um carro avaliado em 500 mil euros (cerca de R$ 2,8 milhões) para cada atleta.

O príncipe Mohammad bin Salman e os jogadores da Arábia Saudita Foto: GettyO príncipe Mohammad bin Salman e os jogadores da Arábia Saudita Foto: Getty

O príncipe de 37 anos dará um Rolls-Royce Phantom a cada um dos integrantes da delegação que viajou ao Qatar para a disputa do Mundial. O presente também tem como objetivo motivar o time para o jogo contra a Polônia, neste sábado (26), às 10h (de Brasília), pela segunda rodada do Grupo C.

A virada por 2 a 1 sobre os argentinos deixou a Arábia Saudita em clima de festa, tanto que Salman bin Abdulaziz Al Saud, rei do país desde 2015, decretou feriado nacional no dia seguinte ao jogo.

E um dos responsáveis pela vitória saudita foi o técnico Hervé Renard, que utilizou falas ríspidas para motivar seus atletas no intervalo. O discurso forte surtiu efeito muito rápido, já que, aos 3 minutos do segundo tempo, Saleh empatou a partida. Cinco minutos depois, Salem Al-Dawsari acertou um chute incrível e ampliou.

O time árabe tem a chance de repetir a sua melhor participação da história em um Mundial: chegar às oitavas de final. A última vez que isso aconteceu foi na Copa de 1994, quando a equipe passou em segundo de seu grupo, que tinha Holanda, Bélgica e Marrocos. Os sauditas foram eliminados nas oitavas após derrota por 3 a 1 para a Suécia.