A possibilidade de atuar na Premier League pode fazer com que Pedrinho não retorne ao Corinthians neste ano. 

O Wolverhampton, da Inglaterra, equipe que disputa a elite do futebol na terra da Rainha, fez contato com representantes do atacante revelado pelo Timão e a investida balançou todo o estafe do atleta. 

Pedrinho é um dos brasileiros refugiados da Ucrânia, que desde o dia 24 de fevereiro viu o estopim de um conflito armado após a invasão das tropas russas em todo o país. O atacante brasileiro defende a equipe ucraniana do Shakhtar Donetsk, e dias após a o início da guerra conseguiu retornar ao Brasil. 

Pedrinho atuou pelo elenco profissional do Corinthians em três temporadas (Foto: Rodrigo Gazzanel/RM Sports)Pedrinho atuou pelo elenco profissional do Corinthians em três temporadas (Foto: Rodrigo Gazzanel/RM Sports)

Por conta dos traumas vividos no leste europeu, inicialmente o desejo do jogador era permanecer no seu país natal para ficar mais próximo da família, dando prioridade ao Corinthians, que é o clube que o revelou.

Contudo, o Timão deixou claro que não existia interesse, seja em Pedrinho ou qualquer outro atleta, por apenas três meses, prazo que a Fifa permitiu para que profissionais que atuavam na Rússia e na Ucrânia assinassem um vínculo provisório antes da abertura da próxima janela de transferências, que acontece no dia 1º de julho. 

Porém, o clube alvinegro tem tido um bom diálogo com o Shakhtar, que, inclusive, se mostrou disposto a liberar o meia Maycon até o fim do ano, com o Timão pagando boa parte ou até integralmente os salários do jogador. O mesmo poderia também acontecer com Pedrinho

Além do Timão, Botafogo, Palmeiras e São Paulo também manifestaram interesse no atacante. O Tricolor do Morumbi, no entanto, já se retirou. Antes, o próprio técnico são paulinho, Rogério Ceni, havia ligado diretamente a Pedrinho, mas mediante o vazamento da informação publicamente retirou o interesse. 

De todo modo, o Corinthians sempre foi a prioridade do jogador, que até abriria mão de parte dos ganhos para poder voltar a vestir a camisa alvinegra. Mas a proposta do Wolverhampton mexeu com todos em volta do atleta. 

A Fifa da até o dia 7 de abril para que os vínculos extraordinários sejam assinados, depois disso os jogadores vindos do futebol russo e ucraniano só poderão firmar novos contatos na próxima janela de transferências. De toda foma, em meio a indefinição, e pensando em cuidar da parte psicológica, Pedrinho já admite tirar alguns meses sabáticos com a família, em Maceió, e definir o seu futuro apenas no segundo semestre. 

O atacante tem vínculo com o Shakthar Donetsk até junho de 2035, e qualquer movimento de negociação teria que ter a multa rescisória bancada ou ser por empréstimo, que é como o Corinthians trabalha o possível retorno, e ainda não jogou a toalha. 

Com informações Lance!